3 Fotos: Feriado, Mini-Maratona, Séries

Feriado já é ótimo, melhor ainda quando cai numa sexta-feira para emendar no fim de semana. Tiramos três fotos para mostrar para vocês o que vamos fazer nesse feriado e já posso adiantar que envolve muita preguiça e descansar o máximo possível.

1- A nossa capacidade de flopar em maratonas é bem grande, por isso resolvemos fazer uma mini, em que tentaremos ler o máximo possível, mas sem colocar aquela pressão toda que uma maratona realmente envolve, de ficar horas sem dormir apenas lendo. Vocês podem nos acompanhar nessa maratona tanto pelo Twitter quanto pelo Instagram!

foto 2

2- Claro que não poderia faltar muita série e filme para assistir! Provavelmente veremos muitos filmes e tentaremos colocar a série Love em dia, pois já tem a segunda temporada na Netflix e estamos só enrolando. Por isso, podem esperar resenha aqui no blog dela.

foto 3

3- Esse tópico não é exatamente algo do feriado, mas tinha que colocar aqui a foto dessa botinha linda que compramos. Dá vontade de nunca tirar do pé, pois tudo que coloca com ela fica bom.

foto 1

Esse é o post de três fotos, que fazia muito tempo que não fazíamos por aqui, mas vamos tentar fazer com mais frequência. Espero que tenham gostado (:

Youtube // Facebook //  Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

Anúncios

Os 13 Porquês – Série

os-13-porquês-poster

Desde o dia 31 de março (sexta-feira), a internet não fala de outra coisa a não ser a nova série da Netflix “Os 13 Porquês”, baseada no livro do estadunidense Jay Asher que contém o mesmo nome. Não li o livro, por isso não posso fazer uma comparação, mas pretendo fazer algum dia, não logo, pois ainda estou no processo de digerir a série, não conseguiria passar pelas cenas novamente e espero conseguir fazer com que entendam esse sentimento ao longo dessa resenha.

A história é contada pelo ponto de vista de Clay, amigo de Hannah Baker, uma jovem que suicidou. No entanto, ela gravou 13 fitas contando o que a levou ao fim, essas fitas devem ser passadas para as pessoas que de alguma forma estão envolvidas aos acontecimentos que antecederam sua morte.

Terminei a série em três dias, vou confessar que achei o primeiro episódio muito adolescente e não me prendeu tanto, resolvi dar uma chance, fui assistindo e me viciei completamente. Só queria terminar logo e descobrir tudo o que aconteceu para que Hannah fosse capaz de tirar a própria vida. Assuntos muito importantes são abordados ao longo da trama como bullyng, o poder dos meios de comunicação, amizade, abusos sexuais, ensino médio, orientação sexual, suicídio e diversos outros. Se você não assistiu pode estar pensando quanta coisa é colocado em pauta, e sim, esse é um dos pontos para que essa história seja tão intensa e importante.

clay-dylan-minette-e-hannah-katherine-langford-em-cena-de-13-reasons-why-da-netflix-1490908008702_v2_1920x1280

Essas são as duas palavras que eu definiria a série:”importante“, pois depois que assistir vai refletir sobre todos esses assuntos, vai parar para pensar quantas vezes você foi Hannah Baker? Quantas vezes você foi um “Porquê” na vida de alguém e gerou sofrimento com uma ação ou palavra? O fato é que devemos refletir como isso pode impactar na vida de uma pessoa. Diversos acontecimentos são relatados, e começa com coisas que parecem bobas, como uma lista de quem é mais bonita ou não, uma foto vazada, no entanto isso é apenas uma granada que pode explodir e machucar seriamente.

Como dito acima, a série é “intensa“, assim como Hannah Baker. Uma das personagens define Hannah como “A garota era intensa, era muito drama”, só que esse “drama” não é bobagem, é necessário atenção com as pessoas, pelo o que está passando. Imagens fortes são mostradas, tanto que em alguns episódios existe um aviso da Netflix, as cenas são muito próximas do real, um retratamento ao que acontece por aí e que podem não sair da sua cabeça tão cedo, por isso vá preparado, é melhor ter estômago.

A medida que vai assistindo percebe-se o quanto as fitas estão afetando Clay, e pode ser que fique com raiva dele não escutá-las de uma vez. Algo que percebi é que no primeiro episódio Clay machuca sua testa e essa ferida fica até o final da série, provavelmente para que separássemos o passado do presente. Eu me apaixonei por essa personagem em específico, mas como disse, em alguns momentos senti raiva dele. Essa série mostra que não existe ninguém 100% bom, todos nós temos um outro lado, todos nós somos humanos.

13-reasons-why-personagens-netflix

Você fica fissurado por descobrir o que ocorreu com Hannah e se envolve com as personagens, se coloca no lugar delas, a interpretação desses jovens atores está impecável, eu não mudaria nada no elenco escolhido. Uma trilha sonora sensacional e uma fotografia que te faz imergir ainda mais na história. A série é dinâmica, se mantém em um mesmo nível de excelência até o último episódio, o que a não deixa chata, no segundo episódio já muda sua visão de ser apenas uma série adolescente, para uma série que veio para mostrar ao mundo o que muitas vezes é ignorado.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijos

le assinatura certa

How To Get Away With Murder

davis_a

Se você não está afim ou não pode fazer maratona de How To Get Away With Murder, é melhor nem começar, porque eu garanto, nos primeiros minutos da série você já estará vidrado e parar é quase impossível.

How To Get Away With Murder é uma série do tipo policial e que sempre tem aqueles casos para serem resolvidos no tribunal. Até aí, você pode pensar que é como qualquer uma do gênero, no entanto eu garanto que não. A história gira em torno da vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma advogada de defesa criminal. Ela é professora da Universidade de Middleton e escolhe cinco de seus melhores alunos para trabalharem em seu escritório, como um estágio.

Durante as temporadas existe um padrão, em que há um caso maior a ser resolvido e “sub-casos” durante os episódios. Na primeira temporada o caso maior é sobre o desaparecimento de uma garota chamada Laila, esse caso no entanto afeta diretamente a vida dos alunos, Annalise e seus assistentes (Frank e Bonnie). Já no início do primeiro episódio, o que não é spoiler, aparece os alunos em uma floresta com um corpo, o que faz com que o telespectador fique intrigado de imediato.

É possível perceber uma grande evolução nos alunos de Annalise (Wes Gibbins, Connor Walsh, Michaela Pratt, Laurel Castillo e Asher Millstone). Existe um esteriótipo em volta do grupo nos primeiros episódios como o que não deveria ter entrado no grupo, o gay, a negra, a latina e o idiota, mas que são quebrados ao longo que vamos conhecendo suas personalidades e vendo suas ações. Os sentimentos por essas personagens vão sofrendo alterações, uma hora você ama algum, já em outro momento se pergunta o que ele está fazendo ali.

CHARLIE WEBER, LIZA WEIL, BILLY BROWN, MATT MCGORRY, AJA NAOMI KING, VIOLA DAVIS, KATIE FINDLAY, ALFRED ENOCH, KARLA SOUZA, JACK FALAHEE

Os atores são maravilhosos, já com Viola Davis no elenco, percebe-se a qualidade. A série toda tem uma fotografia mais escura trazendo a ideia de mistério. Algo que reparo são os figurinos, os de Annalise são sempre muito sofisticados e passa a imagem de uma mulher poderosa.

A narrativa é um ponto que chamou muito minha atenção, pois esta não é linear, muitas vezes começam com o final da história, algo que aconteceu no primeiro episódio pode ser desvendado na metade da temporada ou no final e existem diversos flashbacks, ou seja, é como se os roteiristas soubessem desde o início o que ocorreria em toda a temporada e criam grandes conexões entres os episódios.

Fato é que depois da primeira temporada imaginei como fariam uma outra tão boa à altura. E posso garantir, o nível da série é altíssimo, que fará sua cabeça borbulhar com questionamentos, criará discussões entre os amantes e te prenderá até o último segundo. Depois dessa resenha eu nem precisaria falar que indico muito não é mesmo?

Além da resenha você pode conferir o vídeo que gravamos também sobre a série, e se gostar, inscreva-se no canal!

Follow my blog with Bloglovin

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

5 Motivos para assistir The OC – Um Estranho no Paraíso

3

Se tem uma série que estou completamente viciada é OC – Um Estranho No Paraíso, ao contrário de muita gente, nunca assisti ela enquanto passava no sbt anos atrás, mas quando fiquei sabendo que ela estava na Netflix fiquei com vontade de assistir, e vou confessar que bastou um episódio para que eu quisesse assistir o resto. Ainda não terminei a série, estou no final da última temporada e quando terminar, eu ou a Bárbara faremos resenha dela aqui para vocês, por isso podem aguardar! Hoje o post é sobre motivos para assistir a série, que não são poucos, mas tentei resumir em tópicos:

1- Muito romance, comédia e drama

É uma série adolescente dos anos 2000 (14 anos atrás) que vai fazer você rir e chorar na medida certa. Vai torcer pelos casais da série, mas não se engane, mesmo havendo vários clichês, casais que nem imaginava vão se formar e te deixar surpreso. As cenas de romance são de tirar o fôlego e puro amor, por ser com adolescentes presenciamos primeiros amores, primeiros relacionamentos. Muito drama acontece na vida das personagens, é um problema atrás do outro, o que faz com que a série não fique monótona e seja interessante. Além disso, a série conta com bastante comédia, em cenas de pura tensão pode ser que solte uma risada, a comédia fica principalmente por conta de Seth Cohen, que é o próximo tópico.

The O.C.

2- Seth Cohen

Com toda certeza essa é a personagem que mais se destaca na série, apesar de não ser o protagonista, e pelo visto o mais amado pelos fãs também. Seth Cohen é aquele nerd nada popular no colégio e apaixonado por Summer, uma das garotas mais populares, desde criança. Um dos pontos marcantes dele é o sacarmo e a ironia que está presente em sua fala em quase todo momento e faz a série ficar muito engraçada. Cuidado ao assistir a série, você pode correr um grave risco de se apaixonar por Seth haha.

3- Evolução das personagens e problemas sociais

As personagens da série são muito bem construídas e é possível ver uma grande evolução em cada uma delas ao passar das temporadas, vários acontecimentos que ocorrem fazem parte dessa mudança nas personagens. Além disso, a série aborda temas que na época em que ela foi ao ar não eram tão discutidos abertamente, como alcoolismo e uso de drogas, traumas, problemas familiares, bullying, inseguranças na adolescência, sexualidade, entre outros.

rehost%2f2016%2f9%2f29%2f65e65ff8-69af-4347-b954-e4452c738bb8

4- Cenário e abertura

A abertura da série é super marcante e quando menos espera já está cantando junto ” California! Here we cooooooome”. A série é ambientada praticamente na Califórnia, então pode esperar uma fotografia maravilhosa,  muito mar, areia, praticamente um paraíso, e depois de um tempo vai desejar morar por lá.

5- Muito parecido com Gossip Girl

Para quem gosta de Gossip Girl com todas certeza vai gostar de OC. Não é atoa que o produtor das duas séries é o mesmo. Apesar de muito parecido em alguns quesitos, como a história girar em torno de adolescentes ricos e festas de primeiro mundo, são também diferentes. É possível encontrar semelhanças nas personagens das duas séries e em muitos momentos vai pensar nisso, mas achei que OC é um pouco mais pesado que Gossip Girl, os acontecimentos em geral. Sou fãs das duas séries e posso afirmar que as duas valem a pena.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

Gilmore Girls: primeira temporada

gg3

Com o lançamento da novo temporada de Gilmore Girls na Netflix a internet foi à loucura e me deixou bem curiosa a respeito. Já tinha visto algumas imagens e gifs com partes da série que me deixavam intrigada e que me identificava muito. Por isso resolvi começar a assistir, e se você, assim como eu nunca assistiu ela por completo, venha ler esse post para começar logo!

Um ponto muito importante em qualquer história, são as personagens, e em Gilmore Girls, são elas quem trazem a graça. Com características particulares, Lorelai e Rory, mãe e filha respectivamente, são o contrário do que se espera. Lorelai saiu de casa aos 16 anos grávida onde vivia uma vida de “princesa”, mas para ela estava mais para pesadelo, e criou Rory praticamente sozinha. Lorelai nunca se deu bem em nenhum relacionamento, se mete em diversas encrencas e é muito sarcástica. Já Rory é o oposto da mãe, quieta, gosta de ler e não se mete em encrencas com tanta frequência haha.

gilmore_girls_lauren_graham_alexis_bledel_still

Lorelai e Rory, tem uma relação não só de mãe e filha, mas também de amigas, elas contam tudo uma para a outra e se ajudam em tudo. A história se passa em um cidadezinha pequena, onde todos se conhecem e sabem a vida de todo mundo. Uma cidade aconchegante, que dá vontade de morar lá, de ir na Cafeteria de Luke e nos festivais que acontecem com frequência, lá tudo é motivo de comemoração.

Não é uma série com aventuras e ação, é realmente sobre a vida das mulheres Gilmore, por isso ela é bem parada, no entanto é uma delícia de assistir. Como o próprio título diz, só assisti a primeira temporada ainda, mas já foi o suficiente para que eu esteja amando, por isso super recomendo!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

 

Séries que queremos assistir

pipoca

Nós temos um sério problema em sempre querer começar uma nova série, assim começamos e quando vemos elas estão acumuladas, algumas largadas, outras em dia..mas sempre damos aquele jeitinho. Enquanto eu e Bárbara conversávamos foram surgindo algumas séries que gostaríamos de assistir, por isso separamos três que provavelmente serão as próximas. Se você já assistiu algumas dessas ou ouviu falar conta pra gente nos comentários que vamos adorar saber!

1- How To Get Away With Murder

Essa é uma série que MUITA gente comenta, apesar de parecer ser um pouco mais pesada, daquelas que toda atenção é pouca, quero assistir. Só pelo trailer já dá vontade de abrir a Netflix e conferir se é tudo isso que as pessoas comentam.

2- Mr Robot

Conheci recentemente essa série, mas já estou super curiosa a respeito dela. Parece ser aquele tipo de série inteligente, que vou soltar vários “Que foda” entre as cenas e querer logo os próximos episódios.

3- Sons Of Anarchy

Pelo trailer dá pra perceber que é uma série mais violenta, mas muita gente já me recomendou. É um tipo de série que nunca assisti, por isso sairia da minha zona do conforto e seria uma nova experiência.

Essas são as séries que selecionamos para assistirmos logo. Todas elas tem um cenário mais escuro e são bem mais sérias. Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter 

Beijos

le assinatura certa

Por que assistir Game of Thrones?

Fanuary-cast-pic-810x416

Comecei a assistir Game Of Thrones e estou na quarta temporada e o simples motivo de estar fazendo esse post é porque TODOS DEVEM ASSISTIR! Demorei muito para começar, a série já está em sua sexta temporada, então vim dar algumas razões para você que ainda não assiste ou que como eu sempre enrolava para começar.

1- A história – No início você pode achar um pouco confuso, mas aos poucos vai entendendo e vendo como a história é coesa. Até agora não percebi furos, o que geralmente acontece com muitas séries. A história é totalmente envolvente e tudo é colocado para o espectador de forma natural, por mais que seja um mundo irreal, não é nada forçado.

2- Personagens – Se você quer uma série com mocinha e mocinho não é nessa que irá encontrar, porém vai encontrar personagens incríveis! Você vai torcer para as personagens e vai ficar triste quando alguma morrer. Elas são muito bem construídas com personalidades únicas e apesar de serem muitas personagens, cada uma tem um papel fundamental, é possível perceber que não foram apenas colocadas ali sem função alguma.

o-GAME-OF-THRONES-facebook

3- Não é previsível – São tantas as teorias que existem por aí e é uma das coisas que mais deixa os fãs fascinados, tentar descobrir o que vem pela frente. A história não é previsível, somos surpreendidos diversas vezes, coisas inimagináveis acontecem e te deixam de queixo caído.

4- Produção muito boa – Os cenários da série são de tirar o fôlego, filmados ao redor do mundo, fazem você imergir cada vez mais naquele mundo que nos é proposto. Os efeitos também são muito bons, dignos de telões de cinema, os figurinos são impecáveis e o número de figurantes para compor as cenas é enorme. GOT é uma série de grande investimento, por isso não espere pouco, é uma produção muito bem feita e pensada em cada detalhe.

Deanerys Targaryen with a white stalion

5- O elenco – O que falar desse elenco? A cada temporada aparece um ator que simplesmente amo! Com Emilia Clarke, Kit Harington, Peter Dinklage e muitos outros atores que interpretam suas personagens com maestria e nos faz envolver com cada uma delas. Se tem uma coisa que não podemos colocar defeito é na escolha de elenco.

Cada episódio tem quase 1 hora, você acha muito tempo? Eu também achava até começar a assistir a série e não conseguir parar, você vai saborear cada minuto. Me falaram tantas vezes para assistir e fiquei enrolando, hoje se pudesse teria começado há muito tempo, pois para os fãs de série esse é um grande presente que a HBO nos trouxe. 

Facebook // Twitter // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta