O Quarto de Jack

o-quarto-de-jack-universal-studios-room-0

O filme “O quarto de Jack” foi indicado ao Oscar e tem chamado a atenção dos mais diversos críticos e públicos, depois de assisti-lo percebo porque o holofote tem ficado em cima dele. Baseado no livro “Room” da autora Emma Donoghue e também com o roteiro adaptado pela mesma, é um filme que irá mexer com seu psicológico e emocional.

A história é sobre uma jovem, conhecida por Ma, e seu filho Jack que completa cinco anos e são mantidos em cativeiro por um homem que a sequestrou quando tinha apenas 17 anos e desde então, durante sete anos, vem abusando dela sexualmente. Com Jack um pouco maior, Ma conta para ele que existe um mundo por trás das paredes e eles juntos começam a fazer um plano para escapar.

O filme é narrado por Jack e é possível perceber realmente o mundo que foi criado em sua cabeça, suas fantasias, o fato de achar que não existe nada além do que aquele mero quarto. Quando ele percebe a quebra de tudo que ele acreditava ser verdade, o atordoamento da personagem é  notável, no entanto, Jack é maduro e apesar do medo ajuda sua mãe.

'Room' is a journey out of darkness, director says
Brie Larson and Jacob Tremblay star in “Room.” (Ruth Hurl/Element Pictures)

Sobre a atuação de Jacob Tremblay e Brie Larson tenho a dizer que é sensacional. O trabalho de ambos foi tão bom que na minha visão não existe um único protagonista, estes souberam muito bem dividir as cenas, trazendo destaque para os dois. Jacob sem dúvidas é uma das maiores revelações para o cinema e Brie, mais uma vez mostrou que sabe o que faz em cena.

Pode-se dizer que o filme foi dividido em duas partes: durante o quarto e depois dele. Durante o quarto as cenas são mais escuras e o movimento da câmera dá a sensação de estar em um local fechado e claustrofobia, essa parte é marcada pelo esforço de Ma  em manter o filho a salvo e sair do cativeiro. Já a segunda parte é marcada pela vida fora do cativeiro, que nos leva a um dos assuntos abordados, o fato de estar livre, mas não se sentir em liberdade.

383857.jpg-c_640_360_x-f_jpg-q_x-xxyxx

A carga emocional despendida é gigantesca, deixando o telespectador vidrado e cada vez mais envolvido com a história. A relação entre Ma e Jack é muito forte e intensa, esta é relatada no filme todo. É possível perceber uma troca de papeis na relação durante a segunda parte, em que Jack, que nunca havia conhecido a liberdade a abraça e se torna parte dela, já Ma se vê em uma situação mais difícil ao voltar para o mundo e é então que Jack passa a cuidar da mãe.

Esse sem dúvidas é um filme que indico a todos e ele me fez pensar uma coisa: como não assisti ele antes?

Youtube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

 

Anúncios

7 comentários sobre “O Quarto de Jack

  1. Esse filme é realmente incrível! Faço psicologia e pude ver bastante coisa do que venho aprendendo no curso, principalmente sobre essa relação entre Ma e Jack. Jack é uma criança muito inteligente, e é interessante como no final ele mesmo, sozinho, faz o “luto” daquela vida e lugar em que viveu desde o seu nascimento. E a Ma é tão forte que você se sente orgulhosa por ela. A Brie mereceu o Oscar de melhor atriz, mas o Jacob poderia ser facilmente indicado, e facilmente também ganharia. ❤

    Tô querendo muito ler o livro que inspirou o filme, já tá na lista.

    Adorei aqui, meninas! Sucesso!

    http://digaileitoresblog.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s