Anjos da lei 2

anjosdalei2_2

Esse fim de semana assisti um dos filmes que mais estava esperando em 2014, o filme é Anjos da lei 2! Estava com medo da continuação do primeiro filme não ser tão boa quando ele, pois muitas vezes a continuação de alguns filmes são ruins e é triste ver como acaba estragando o primeiro.

Mas felizmente o segundo filme é tão sensacional quanto o primeiro, a dupla de atores Channing Tatum e Jonah Hill tem uma grande conexão, aos menos fazendo o papel de suas personagens. E convenhamos que não tem como não amar um filme em que o Channing Tatum aparece, a beleza é muita.

O filme é sobre os oficiais Jenko e Schmidt, que agora recebem uma nova missão: infiltrar como alunos em uma faculdade e descobrirem o fornecedor de uma nova droga, mas problemas de relacionamento entre eles começam a aparecer, Jenko conhece sua alma gêmea e Schimidt vê a chance de se tornar um jogador profissional de futebol americano.

22-JS-Power-Couple

Posso afirmar que vocês darão muita risada com essa dupla, muitas surpresas lhe esperam durante o filme, e assistam até os créditos, que se tornaram os meus favoritos. No filme aparecem alguns gêmeos e morri de rir, pois eles mostraram gêmeos de forma tão exagerada que acabou ficando muito engraçado.

Por último, deixo aqui registrado que a trilha sonora do filme é ótima, tocaram músicas que conheço e outras que não, a trilha se encaixou perfeitamente em cada cena e deixou tudo muito mais divertido.

Twitter // Facebook

Xoxo

leeee

Anúncios

Cor

imagem

Esse post de hoje é para aqueles interessados em design e publicidade e propaganda! Estou tendo aula de produção gráfica esse semestre na faculdade, e para ser sincera não estou gostando muito, pois tenho que saber diferenciar tipos de papeis, quantas cores tem e gramatura. Por isso, peguei o livro Cor, dos autores Gavin Ambrose e Paul Harris, para tentar compreender um pouco mais e talvez, quem sabe, odiar menos essa matéria.

E funcionou, não que eu tenha passado a gostar da matéria, mas desenvolvi um pouco de simpatia por ela. O livro é sobre “Design Básico: Cor introduz os principais aspectos do uso da cor com explicações concisas e exemplos de projetos contemporâneos. Dos sistemas cromáticos às cores especiais, da manipulação da cor à criação de identidade, da impressão sobreposta aos gradientes, o leitor vai aprender tudo o que precisa para criar designs sofisticados e funcionais.”

O livro todo é bem colorido e achei ele bem pesado, na questão de peso mesmo, pois ele foi feito com vários tipos de papéis. Os exemplos que são mostrados são muito legais e servem como forma de inspiração para qualquer tipo de projeto. É um livro para aqueles que querem conhecer mais sobre esse universo criativo e querem se aventurar no mundo de design.

Xoxo

leeee

Happy Thank You More Please

HappyThankYouMorePlease-707364324-large

Na verdade estou bem atrasada com esse post, comecei a trabalhar e isso fez com que meu tempo fique quase nenhum, mas antes tarde do que nunca não é mesmo? Acho que sou uma pessoa que não consegue superar o fim de How I Met Your Mother, por amar o trabalho dos atores, por isso estou sempre atrás de outros trabalhos deles, e até hoje não me decepcionei.

Fim de semana passado vi o filme “Happy Thank You More Please” que foi dirigido e escrito pelo Josh Radnor, além dele participar do filme também. No filme Josh é Sam, ele é amigo de Annie e Mary, a história gira em torno desses três amigos, de suas amizades, amores e fracassos, os três moram em New York e têm são mostrados problemas bem específicos de cada um, Annie tem auto-estima baixa, Mary tem que lidar com o fato de seu namorado querer se mudar e Sam é um escritor fracassado.

Sabe aquele filme simples, mas que diz muito? Essa é a sensação depois de assistir, você não sente que é um filme leve, mas que se tornou de grande importância para você. Os diálogos, assim como em “Liberal Arts” também do Josh, são de grande riqueza. O filme é ótimo para um domingo, por isso vou deixar essa dica aqui para vocês. Já vi duas produções do Josh e as duas se resumiram em simplicidade, mas de grande riqueza.

Twitter // Facebook

Xoxo
barr

O Código Bro

imagem

O livro da resenha de hoje é aquele tipo de livro em que você quer muito comprar, mas sempre  fica enrolando e nunca compra. Isso aconteceu com “o código bro”, sou grande fã da série How I Met Your Mother, é minha série favorita de todos os tempos, por isso tive que comprar. Os motivos que me motivaram a comprar foram:

1) É uma lembrança da série que terei para sempre

2)  Havia ouvido falar que é muito engraçado

3) Não duvidava que seria Awesome, assim como Barney Stinson.

Provavelmente você deve pensar “esse livro é um código para bros” , sim, sei disso, mas isso não quer dizer que eu não possa obtê-lo ( e segui-lo), assim como você verá no próprio livro, uma mulher pode ser um bro também, desde que siga as regras.

Para quem não sabe do que se trata, o livro assim como o próprio nome diz, é um código para bros, ou seja, aquele seu amigo que é seu companheiro e está disposto a passar de tudo com você.  Todo o livro é composto por regras que todo bro deve seguir e também tem alguns testes.

É muito legal o livro e em uma hora ou duas, você consegue lê-lo inteiro. Uma das coisas mais legais é que ensina alguns “high fives”  do Barney e sempre quis aprender! O livro contém várias coisas citadas na série, o que achei muito legal, recomendo a todos que assistam How I Met Your Mother, não irão se arrepender. E se quiser saber mais sobre a série antes, pode vir aqui no post para saber mais e você que já assistiu, relembre os melhores momentos aqui.

Twitter // Facebook

Xoxo

leeee

Lila – Um curta com grande significado

970436_10151734216594836_719184028_n

Estava procurando e pesquisando possíveis posts para o blog e sem querer me deparei com um curta metragem, confesso que geralmente não dou a devida atenção que deveria dar aos curta metragens, mas esse sem mais nem menos me chamou a atenção, e ainda bem que vi, pois esse curta me renovou!

O curta conta um dia da vida de Lila, que através da sua imaginação e criatividade melhora o mundo ao seu redor. Eu trabalho com criatividade e procuro colocá-la em prática também fora do trabalho, pois acho que é de grande importância, podemos ver o mundo de duas formas, encará-lo de uma forma pesada ou toná-lo mais leve com a criatividade e eu escolho sempre a segunda forma. Não é porque no curta tem animação e algumas coisas que ocorrem nele são praticamente impossíveis de acontecer que sua ideia não possa vir para o mundo real.

Lila me lembrou um pouco Amélie Poulain que inclusive o filme tem resenha aqui no blog. E reafirmou a ideia de sempre sonhar, olhar para as pequenas coisas, fazer e ajudar essas pequenas coisas acontecerem, pois elas podem ter um significado enorme. O curta tem pouco mais de 9 minutos, então vou te fazer um desafio, veja, reflita sobre sua vida e responda a si mesmo qual das duas formas você vai escolher ver a vida?

Twitter // Facebook

Xoxo

barr

Juntos e Misturados

Blended_SingleDad_BusShelter_48inW_x_70inH

Tenho tido pouco tempo para assistir filmes, por isso aproveitei o fim de semana passado para ver alguns filmes que estava querendo assistir já há algum tempo.  O filme que assisti foi “Juntos e Misturados” no elenco está Adam Sandler e Drew Barrymore, adorei saber que eles estavam trabalhando juntos novamente, pois o filme “Como Se Fosse a Primeira Vez” em que eles trabalharam juntos é muito bom e um clássico da sessão da tarde.

O filme é sobre Jim, um viúvo, que foi a um encontro as cegas com Lauren que se separou a pouco tempo do marido após ser traída, no entanto o encontro é um desastre. Lauren vê a oportunidade de viajar com seus filhos quando Jen, sua sócia, desiste da sua viagem para a África com o namorado e os cinco filhos dele. Mas o que ela não contava era que lá ela encontraria Jim e os filhos, e pior, teriam que fingir ser uma família.

Algumas cenas são muito engraçadas, não esperaria menos de um filme protagonizado por Adam Sandler, além de ser um filme bem fofinho e para toda a família, há várias cenas bem inusitadas (como podem ver pelo cartaz haha). O filme se passa na África, já dá para imaginar que lindo é né? O ator Terry Crews o pai do Cris da série de “Everybody hates Cris”, também faz parte do elenco, ele está muito engraçado, adoro todos os filmes que ele faz, talvez eu faça um post depois sobre os filmes que ele participa.

Aqui no blog já tem um post com os filmes do Adam Sendler e acho válido fazerem uma maratona deles, pois será uma maratona com muitos risos, afinal ele é um ícone do humor.

Twitter // Facebook

Xoxo

leeee

English! Why not?

 

08-01

Eu falei no post de Melhores do Mês que iria fazer um post sobre essa minha paixão pelo inglês, pois então, aqui está o post! Primeiramente, para deixar bem claro, eu gosto sim da cultura brasileira e não é porque eu amo inglês que não vou gostar do meu país até porque acho que o Brasil é o país mais divertido de todo o planeta hehehe! Voltando ao inglês, comecei a fazer curso para aprender a língua há apenas 3 anos, foi eu é quem tomou a iniciativa e pedi a meus pais para que eles me colocassem no curso, desde então nada foi da mesma forma.

Essa língua é muito importante para a carreira que pretendo seguir, que é publicidade e propaganda, mas muito além disso, o inglês abriu minha mente de forma estrondosa, a partir do momento que você conhece uma nova língua, você passa a ver um mundo diferente, que você não conhecia, é como se tudo estivesse mais ao seu alcance, você passa a poder conversar com pessoas de outras culturas e isso é fantástico, você conhece pessoas que talvez, sem o inglês no meu caso, você não conheceria. Gosto de pegar um livro todo em inglês e poder lê-lo, ouvir uma música e entender o que ela diz. Sempre gostei do inglês, sempre quis aprender a falar, tudo que envolve o inglês sempre me fascinou.

Desde pequena sonho em viajar para fora do país, não para um simples passeio ou coisa do tipo, mas para morar, estudar, e isso ainda faz parte dos meus sonhos. Por isso sempre estou estudando a língua, sei que não é todo mundo que vai ter condições de entrar em um cursinho, mas depende muito mais de nós do que de cursinho, você pode sim aprender em casa, hoje há tantas formas acessíveis de aprender sem gastar não é mesmo?

Amo tanto o inglês britânico quanto o americano. Apesar do britânico ser mais elegante, a forma como as palavras são pronunciadas é mais sofisticada,  mas eu tenho uma quedinha maior pelo americano (que eu estou estudando). Não sou fluente, nem passo perto disso, mas já consigo me virar bem em conversas, e se eu pudesse falaria o dia todo em inglês para cada vez melhorar mais e mais rápido.

Twitter // Facebook

Xoxo

barr