Across the Universe

Across the Universe

Sabe quando você está sem sono e com excesso de produtividade? Estou assim hoje, me lembrei que tenho que fazer resenha de um filme aqui no blog e cá estou eu. Já faz um tempo que estava querendo ver esse filme e apenas estava enrolando, já havia pesquisado sobre, visto trailer e nada de ver o filme. Algumas semanas atrás finalmente vi e fiquei totalmente extasiada, sem palavras para descrever, acho que foi um dos motivos pelos quais demorei tanto para fazer a resenha, não sabia como descrever, vou tentar da melhor forma possível.

O filme é um musical apenas com música dos Beatles, o que me fascinou totalmente, as músicas se encaixam perfeitamente no enredo, a maioria do filme é cantado, como se a letra de cada música fosse feita para aquele momento do enredo. O protagonista se chama Jude (Jim Sturgess) e é  de Liverpool, só por esses dois fatores já dá para perceber quão o filme segue a “linha Beatles”.  Jude resolve ir atrás de seu pai, que ele desconhece, ele vai para o EUA onde conhece Max (Joe Anderson) e consequentemente Lucy (Evan Rachel Wood) por quem se apaixona. Max e Jude viram amigos e  decidem ir para NY.

O legal é como a vida de cada personagem se cruza de uma forma que parece natural. O período histórico é  a Guerra do Vietnã, porém a forma como é contada a história do filme, faz com que nos situemos bem nesse contexto, não dificultando em nada o entendimento. Há versões das músicas bem parecidas com as originais e outras nem tanto, porém nenhuma deixa a desejar, amei todas as versões, os atores conseguiram interpretar as canções de forma brilhante.

É um filme perfeito para os fãs da banda, e quem conhece bem as músicas e a carreira dos Beatles vai fazer várias relações com o filme. A diretora se preocupou com cada detalhe, nome e personalidade das personagens e até mesmo com o show no telhado, remetendo ao último show dos Beatles que foi em um telhado da Apple. A fotografia do filme é impecável. Já vi o filme duas vezes e pretendo ver mais e mais, pois é aquele tipo de filme em que tudo foi pensado, nada foi simplesmente colocado, tudo tem um significado. É um filme genial!

Uma curiosidade sobre o filme: 90% das canções foram gravadas ao vivo nos sets de filmagens, sem qualquer dublagem feita em estúdio durante a pós-produção.  Fonte (Adoro Cinema)

O cartaz do filme já entrou em um outro post aqui do blog: aqui

Xoxo

barr

Anúncios

Um comentário sobre “Across the Universe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s