Doentes de Amor – Resenha

315774

Baseado na vida real do produtor e ator do filme Kumail, a história gira em torno da vida dele e de Emily. Kumail é um comediante de stand-up em Chicago, cidade onde mora desde que seus pais deixaram o Paquistão, no entanto ele não é adepto aos costumes paquistaneses como rezar e aceitar um casamento arranjado. É então que ele conhece Emily, um Americana, branca, que contraria o tipo de mulher certa para seus pais.

Kumail, que vive ele mesmo no filme, é aquele ator que você já viu em inúmeros filmes e séries, mas nunca lembra exatamente onde, por isso, esse é um filme que veio provavelmente para destacar seu rosto nas telonas.  Quem vive Emily é Zoe Kazan que é uma fofa e já viveu diversos outros papeis como no filme “What if”e “In Your Eyes”.

Ambas as personagens tem um vínculo bem forte com os pais. E estes se fazem bastante presentes no filme. Principalmente os de Emily, que após ela parar no hospital com uma doença misteriosa (não é spoiler), irão passar um bom tempo com Kumail em diversas cenas. Na obra ainda é discutido a diferença entre as culturas, sem favoritismos, os diálogos são imparciais, mostrando apenas a essência das personagens.

170614_MOV_TheBigSick-1.jpg.CROP_.promo-xlarge2

O longa cumpre bem a promessa de ser uma comédia romântica, e as personagens foram muito humanizadas, de forma que cause empatia para o telespectador. Doentes de Amor foi um filme que encontrei em uma lista por aí como melhores comédias românticas de 2017, então resolvi baixar e ver se realmente era aquilo tudo. Mas a verdade é que não me surpreendeu, nem desapontou. É aquele tipo de filme legal para assistir naquele dia que não tem nada para fazer.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

 

Anúncios

Permita-se experimentar mais

Mais uma daquelas conversas que estou amando ter com vocês, hoje vim falar de uma frase que digo muito: “Por que não (li, vi, fiz) isso antes?” e sobre uma opinião formada antes mesmo de experimentar/tentar algo. 

Muitas vezes não leio um livro porque acho que vai ser chato pela capa, não vejo um filme porque todo mundo gosta e virou “modinha”, não uso um acessório por implicância, resistência, não tento algo porque acho que não vou conseguir ou não vai ser legal . Às vezes nem tem um motivo para aquilo. Então eu leio o livro, assisto o filme, ou experimento o acessório e amo! A gente não deveria se permitir experimentar mais? Vou dar alguns exemplos simples aqui que aconteceram recentemente.

insta 3 (2)

Sempre tive uma ideia sobre livros da Paula Pimenta, que seriam infantis e por isso não lia, mesmo com tantas recomendações não quis saber dos livros por anos. Ganhei ele em uma amigo oculto (arrasou no presente), resolvi dar uma chance e gente não preciso dizer que amei né? Um filme que não me interessava de jeito nenhum era O Hobbit (pasmem), depois de muito relutar e muita insistência do meu namorado para dar uma chance só falta um dos filmes para ver e estou adorando.

A gente perde tanta coisa por não experimentar, coisas simples mesmo. Sei que é muito difícil a gente se livrar disso totalmente, tem muitas, mas MUITAS coisas mesmo que ainda tenho essa resistência, mas a partir do momento que você se abre para tentar se livrar dessa pré concepção você pode se surpreender muito. E se eu ler o livro e não gostar? A vida não é feita apenas de experiências boas. Dei esses exemplos acima, mas isso serve para muita coisa, uma comida, música, roupa, um curso e muito mais. Temos essa “mania” de formar opinião sobre tudo antes mesmo de conhecer, então, se permita experimentar mais.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

Além-Mundos (Resenha)

IMG_6965

Desde que recebi o livro “Além-Mundos” da Galera Record, eu tive a impressão que esse livro guardava muitas surpresas, no entanto, acaba enrolando por causa do tamanho dele (546 páginas), e vocês não sabem o arrependimento de não ter lido essa maravilha antes. Além-Mundos é completamente diferente de tudo que já havia lido e é capaz de te prender a cada capítulo.

A história é sobre a personagem Darcy Patel, uma jovem que escreveu seu primeiro livro em um mês. Ela troca os planos de ir para a faculdade por mudar-se para Nova York e acompanhar durante um ano inteiro o processo até poder lançar seu livro. Sim, aprendi o quanto é demorado até os livros irem finalmente para as livrarias. No entanto, também temos outra personagem principal, Lizzie, uma garota que passa por um ataque terrorista em um aeroporto, e na tentativa de se salvar, ela se finge de morta, só que ela finge tão bem que acaba atravessando o véu que separa o mundo dos vivos e dos mortos, assim vai parar no “Além-Mundos”.

IMG_6969

IMG_6975

Até então o livro não parece muito diferente. Mas é aí que vem a surpresa, Lizzie é a personagem criada por Darcy, e “Além-Mundos” é o livro escrito por ela. Os capítulos são intercalados entre a história de Darcy em Nova York e o seu livro que tem como personagem principal a Lizzie. Ou seja, temos duas histórias dentro de um único livro. 

“Além-Mundos” foi tão bem escrito que hora alguma você fica confuso, na verdade, você fica cada vez mais surpreso com o desenrolar da história. É possível acompanhar, Darcy Patel, na revisão de seu livro, à procura do final perfeito, sua nova vida em Nova York, seu primeiro amor e sua angústia de não saber se seu livro será um sucesso. Em meio a tudo isso, podemos ver claramente seu amadurecimento. A história de Lizzie é bem mais sombria, com fantasmas, a descoberta de um novo mundo, perigos e também seu romance com Yamaraj. As duas histórias são costuradas de forma fascinante.

Os capítulos tem o tamanho certo para deixar o leitor curioso, muitas vezes eu ficava pensando “não muda agora para a história da Darcy/Lizzie”, e assim era um capítulo atrás do outro. Tanto, que pelo número de páginas, terminei ele bem rápido. A história é muito fluida e a diagramação está ótima. Só acho que pecaram um pouco na escolha da capa, que não achei com o design tão bonito.

IMG_6978.jpg

No mais, o livro é sensacional, vale a leitura de cada página. Eu nunca tinha lido nada do autor e agora estou super interessada em outros livros dele.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

le assinatura certa

 

The Zookeeper’s Wife (Resenha)

The-Zookeepers-Wife-poster

Assisti esse filme há um tempinho, mas ele me tocou de tal forma que quis trazer a resenha aqui para vocês. Baseado em uma história real, o filme é sobre como o casal Jan Zabinski e Antonina salvaram 300 judeus das mãos de nazistas. O nome traduzido para o português é “O Zoológico de Varsóvia”, e é esse o local onde o casal abrigava os judeus.

O filme se passa na Polônia e bem no início ocorre o ataque surpresa dos nazistas, Jan e Antonina decidem então abrigar uma amiga judaica da família, e a partir disso concordam entre si em ajudar outras pessoas. Com a desculpa de pegar comidas para os porcos que passam a serem criados no zoológico Jan consegue resgatar vários judeus, surgindo assim o Gueto de Varsóvia.

the-zookeepers-wife

Uma atriz que foi brilhante em sua atuação foi a Shira Hass, que interpreta uma garota abusada sexualmente, com cenas fortes ela consegue passar seus sentimentos pra os espectador e é uma das personagens mais marcantes do filme. Jessica Chastain (Antonina) interpreta uma mulher forte, guerreira, cheia de empatia e de uma sensibilidade gigante.

Algo que me incomodou foi a questão do tempo, muitos anos se passam de forma rápida e ao final do filme não consegui pensar que tinham-se passado tantos anos, a sensação que tive era que tinha assistido a um ano apenas. Não sei se por faltarem detalhes ou mais acontecimentos por anos, achei alguns vagos.

A fotografia, ambientação e figurino são muito bem feitos, assim como as cenas com os animais, que vão de momentos de tranquilidade a momentos de guerra. Com cenas comoventes do início ao fim “O Zoológico de Varsóvia”, nos faz pensar que em meio a tanto mal, guerra e individualismo existem pessoas boas, dispostas a ajudar e que se importam com o próximo.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

ba asssinaturacerta

Transição Capilar

1

Foto: Luiza Normey

Provavelmente você já ouviu por aí algumas pessoas dizendo que estão em transição capilar e com isso notou a força que o cabelo ondulado, cacheado e crespo tem ganhado cada vez mais. Nos anos 2000 surgiram muitas químicas para alisamentos nos cabelos e muitas pessoas (não só mulheres) aderiram a este movimento por diversos motivos, seja para ter mais facilidade, se achar mais bonita com o cabelo liso ou simplesmente se encaixar no padrão imposto pela sociedade. No entanto agora, muitas pessoas tem voltado para o cabelo natural e com isso entrado na transição capilar.

A transição capilar é o processo em que você para de fazer química no cabelo ou algo mecânico (como chapinha) e deixa ele crescer natural até que não haja mais resíduos nele e dessa forma você assume ele do jeitinho que é.

Não é só produtos químicos que mudam a estrutura do cabelo? Não! As chapinhas se feitas com frequência também podem mudar a estrutura, além de acabar com o cabelo por causa do grande calor transmitido no contato. Por isso, muitas pessoas acabam tendo que passar pela transição por causa do uso de chapinha, ou muitas vezes preferem parar de usar química, usar a chapinha e passar duas vezes pela transição.

Então qual seria o jeito certo de passar pela transição? O jeito certo é da forma como se sentir bem, vale fazer escova se quiser, usar chapinha mesmo que vá ter que um pouco mais trabalho e demore um pouco mais, pode fazer texturização (existem muitos vídeos no youtube ensinando), fazer o famoso Big Chop em que você corta toda a química do cabelo tornando o processo bem mais rápido, entre diversos outros.

A transição não tem um tempo determinado, pode demorar cerca de um, dois, três anos ou assim que fizer o Big Chop. E durante o processo é importante cuidar muito bem do cabelo novo que está nascendo, usar produtos específicos para o seu tipo e ter muita paciência.

850xN

Foto: Luiza Normey

A minha transição:

Eu resolvi voltar aos meus cachos tem 11 meses, desde dezembro de 2016 que não utilizo química, pois me vi dependente desta, estava cansada de todo aquele sofrimento no salão e vi o quanto o meu cabelo era lindo natural, que só alisava ele pois queria me encaixar no padrão. Mas isso vai de pessoa para pessoa, se você gosta de alisar, continue, não tem problema! O importante é você se sentir bem e maravilhosa.

Durante o processo de transição eu tenho feito muita hidratação, nutrição e reconstrução. Tenho alternado entre alguns tipos de cremes para assim o meu cabelo conseguir tudo o que precisa para crescer bem saudável, além de usar também óleos. Eu uso chapinha ou babyliss raramente, apenas em situações especiais, tenho evitado para não danificar nada. Desde então já realizei dois cortes e retirei parte da química, preferi optar por ir cortando ao poucos e ter paciência, já é possível ver alguns cachos no meu cabelo, pois a minha raiz sempre foi um pouco lisa, então na raiz mesmo acredito que não haverão muitos cachos.

Falei rapidamente aqui no post o que é a transição e sobre como tenho passado esse processo, caso vocês queiram algo bem detalhado,com exemplos e inspirações conte ai nos comentários que farei com o maior prazer! Espero que tenham gostado!

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

 

 

O Histórico Infame de Frankie Landau Banks (Resenha)

livro 1

Hoje vim falar desse presente MARAVILHOSO que ganhei, sabe aquele livro que você fica namorando, mas não compra por uma razão ou outra? Fiquei 2 anos assim até consegui-lo! Já tinha visto muita gente falando bem, inclusive a Pâm Gonçalves, que foi por onde ouvi falar pela primeira vez.

“O histórico infame de Frankie Landau Banks” (que nome gigante), nos faz acreditar inicialmente que estamos lendo um daqueles clichês, depois das férias Frankie volta para o colégio para começar o segundo ano do ensino médio, porém nesse período seu corpo mudou muito e ela passa a chamar a atenção dos alunos da Alabaster, inclusive do cara mais popular do colégio Matthew Livingston. Porém com o decorrer da leitura percebemos que a história está muito além do clichê. 

livro 2

O livro trata de assuntos feministas, sobre hierarquia e poder, além de sociedades secretas. Frankie é uma personagem que me encantei, ela não se contenta nas regras impostas por ser uma garota, tem ambições e quer mostrar que mulheres também podem ser ótimas líderes tanto quanto homens (Girl Power Baby). Vemos a objetificação do corpo da mulher, Frankie é muito mais do que o corpo que ganhou nas últimas férias, ela é uma mente brilhante.

“É melhor ficar sozinha, ela pensa, do que ficar com alguém que não te enxerga como você é. É melhor liderar do que seguir. É melhor falar do que ficar em silêncio. É melhor abrir portas do que fechá-las na cara das pessoas.”

Vemos uma evolução muito grande da personagem, muitas vezes ela se moldou para encaixar em um relacionamento, mesmo não sendo ela mesma, e é algo tão comum fazermos isso sem perceber, mas também é algo que não devemos aceitar, pois quem nos ama de verdade vai ficar com a gente pelo o que somos, eu amei o livro tratar desse assunto, ainda mais pensando no público do livro que é Young Adult.

livro 3

livro 4

Devorei as páginas, no meio de tanto assuntos importantes a história também é muito divertida, com situações engraçadas e que nos faz torcer por essa jovem heroína (mesmo ela aprontando poucas e boas). Uma história inteligente, envolvente e questionadora, acho que essas três palavras definem bem essa leitura.

O que falar do design e diagramação? Eu amei, a capa com o azul dando contraste, e a foto do colégio entre as letras de forma sutil ficou de uma harmonia linda. Apesar de ser para um público Young Adult como disse acima, é uma leitura que recomendo para todas as idades e com certeza é uma história que vou levar para a vida com muito carinho. 

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

 

 

 

 

 

Girls – Primeira Temporada

GIRLS1

Comecei recentemente a assistir a série Girls, mas para falar a verdade não tinha noção do que ela falava. Inicialmente imaginei que fosse algo bem “Gossip Girl” e “Sex and the City”, mas me enganei completamente. A série é sobre quatro amigas, que moram em Nova York, e nos seus 20 e poucos anos encontram-se naquele dilema da dificuldade em entrar na vida adulta.

Algo que achei muito bom na série é o fato dela mostrar o lado mais real, pois as meninas se encontram na fase de conseguir empregos depois da faculdade (o que é muito difícil), ter relacionamentos sejam eles sérios ou não, pagar contas, ainda ter que pedir ajuda dos pais e todo o drama de alguém que não sabe o que fazer direito com esse novo universo que foi inserido. serie_girls2

As quatro garotas tem personalidades muito diferentes e juntas possuem muita química. A série não tem nada de glamour, só gente no “padrão” e feliz. Ela mostra realmente relações sexuais (e são durante estas que grande diálogos acontecem, acredite!), mostra corpos de verdade, gente de verdade, pessoas felizes, mas também infelizes. Muitas cenas as garotas encontram-se com pouca ou nenhuma maquiagem. É uma série com bastante drama e também humor, de um episódio para outro muita coisa pode mudar e te deixar de boca aberta, algo que pode esperar é muita confusão.

Ainda assisti apenas a primeira temporada e essa é a impressão que a série me passou até então, tenho gostado bastante e ao terminar todas as temporadas farei um novo post sobre o que mudou na minha visão de “Girls”  e minhas novas observações

Atenção:a idade indicativa da série é 16 anos.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

 

6 coisas que aprendi aos meus 21 anos

baaa

Meu aniversário foi dia 07 de outubro (fiz 22 anos), e eu estava com tanta vontade de conversar com vocês sobre algumas coisas, que precisava postar esse post mesmo que um pouco atrasado. Acho que muitas pessoas mais ou menos na minha idade vão se identificar e espero ajudar vocês com algumas coisas que aprendi nesse 1 ano.

1- Tenha paciência com tudo – Nós jovens queremos tudo para ontem, terminar a faculdade, um bom emprego e viajar o mundo. Quando somos mais novos imaginamos que aos 21 anos já teremos isso tudo não é? As coisas podem demorar e serem mais difíceis do que pensamos por isso, paciência.

2- Já sou adulta? – É estranho se imaginar adulto e aos 21 anos você tem responsabilidades de adulto, os feriados prolongados são raros, e trabalho não é como a faculdade que você pode chegar atrasado ou até mesmo faltar. Mas ao mesmo tempo que marco minhas próprias consultas no médico, quem sabe o número de todos são minha mãe. É algo nem lá, nem cá, a gente está em transição para a vida adulta e se sentir adulto não é algo de um dia para o outro, a gente aprende a ser adulto nas pequenas coisas do dia a dia e às vezes ainda vamos precisar recorrer aos nossos pais.

3- Se aceite e não seja dura com si mesma – Nos meus 21 anos passei por muitas transformações internas, tive um período de não aceitação do meu corpo, ouvi críticas, e passei dias evitando o espelho, mas aprendi que somos lindas do nosso jeitinho, que temos que nos amar independente do que as pessoas pensam. No momento estou em transição capilar, deixei de fazer química no cabelo há quase um ano, e esse tem sido um processo muito lindo, mas que vai ter outro post aqui no blog sobre isso e conto mais para vocês.

4- A vida depois da faculdade não é apenas o SUCESSO que você imaginou – Achamos que vamos sair da faculdade e logo encontrar o emprego dos sonhos e ganhar muito. Torço para que seja assim com você, mas na maioria das vezes é muita ralação e você vai se fazer essa pergunta muitas vezes: E agora? Talvez não tenha o emprego dos sonhos ou como tudo você imaginou, mas lembra do primeiro item? Paciência.

5- Dizer “Não” também é importante – Isso é algo que ainda estou aprendendo, mas que nos meus 21 anos eu vi realmente a importância. As pessoas sempre vão esperar algo de você e muitas vezes eu deixo de fazer algo para agradar alguém, estou tentando me colocar em primeiro lugar em algumas situações, aprendendo a dizer “sim” para mim e “não” para as pessoas.

6- Ser você mesmo em um relacionamento é fundamental – Sabe aquele tipo de pessoa que você pensa antes de falar, que fica com medo de falar algo e a pessoa rir de você? Fuja de relacionamentos assim. Você tem que ser você mesmo e quando você descobrir isso, não vai querer mais se encaixar em algo que não é, e posso garantir ser você mesmo é uma delícia. Seja em amizades ou relacionamentos amorosos, não esquece de ser você, tá bom?

Nesse um ano aprendi muita coisa, mas a vida só está começando e tenho tanto, mas tanto para aprender ainda. Quero trazer mais posts nesse estilo para o blog para termos nosso momento de conversa.

E você, o que aprendeu no último ano? 

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

O Ar Que Ele Respira (Resenha)

1b5699ce-a45b-4391-a9ff-6877c715a307

Fazia muito tempo que vinha tentando encontrar um livro que me prendesse de forma que me deixasse envolvida com a trama e personagens, foi então que comecei a ler “O ar que ele respira” e este provavelmente foi um dos melhores livros que li este ano.

A história é sobre dois protagonistas: Tristan e Elizabeth. Logo no início podemos acompanhar o retorno de Elizabeth  e sua filha de cinco anos para sua antiga cidade após um ano que perdeu seu marido em um acidente, onde encontrará lembranças, velhos amigos, sua antiga casa e também Tristan, seu novo vizinho. Este mudou-se a pouco tempo e já é muito comentado pela cidade. Taxado como esquisito e perigoso, Tristan leva uma vida solitária, não é nada amigável e tudo o que as pessoas querem dele é distância.

eb598dbb-20bb-42b3-8db5-7ea38c16542ce3f122f9-c4f7-417c-8ff9-733041a556f2

O livro segue de forma fluída, os capítulos são intercalados com a narração das personagens em primeira pessoa, o que possibilita maior envolvimento com estes e até mesmo empatia, pois podemos conhecê-los mais afundo, seus sentimentos, pensamentos e desejos. Criando uma forte relação entre leitor e personagens.

Elizabeth tem dificuldade de quebrar as barreiras com Tristan, por ele ser rude e não deixar que se aproximem dele. E são durantes essas cenas que vemos a grande química entre eles, e o casal tem um “toque sensual” o que faz com que o leitor queira os dois juntos o mais rápido possível.

Ambas as personagens carregam dores inimagináveis que são relembradas em diversos momentos, muitas vezes as cenas são fortes e tristes. No entanto com o passar da história é possível perceber essas feridas sendo cicatrizadas ou ao menos a dor sendo amenizada, isso se deve ao amor, completamente clichê, mas extremamente necessário na vida dos protagonistas.

Uma personagem que me cativou foi Faye, melhor amiga de Elizabeth, ela é quem faz a história ser um pouco mais leve, por ser divertida e falar o que pensa. Assim que conheci o humor de Faye, percebi o quão essencial ela era na história para que não ficasse muito pesado o clima para o leitor.

667b4563-7e54-4875-b4e4-bb47af9f9a80

A capa  é maravilhosa, apesar que antes de começar a ler, eu esperava uma história com anjos, pois esse ar de mistério que tem e penas na capa me levaram a pensar isso. Apesar do equívoco o livro não me decepcionou em nada, só me surpreendeu de forma muito positiva. Os capítulos são pequenos, dando rapidez à leitura, sempre te fazendo pensar  “só mais esse capítulo” e a diagramação também está ótima.  O livro faz parte da série “Elementos”, em que serão quatro livros inspirados em “ar, fogo, terra e água” e cada um contará a história de um casal. Não preciso nem dizer que já quero o próximo né?

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos,

le assinatura certa

Stranger Things – 2 temporada

st2_vertical-main_pre_bpo

Dia 27/11 foi a estréia da segunda temporada de Stranger Things e claro que o fim de semana foi de maratonar essa série.  Se eu amei? A única coisa que não gostei é que a terceira temporada só sai em 2019. Agora senta aí que até o fim do post quero te convencer a começar a assistir AGORA essa temporada.

Como grande parte das personagens são crianças a história dessa temporada começa 1 ano após a primeira temporada para termos a sensação de estar acompanhando o crescimento delas (em vários flashbacks ficou bem nítido essa diferença das crianças nas duas temporadas). Will sente e vê coisas mesmo um ano depois do ocorrido e isso vai ficando cada vez mais frequente, e é assim que começa mais uma temporada com monstros, mas dessa vez o problema é muito maior, o Mundo Invertido está ainda mais presente e ameaçador. 

Se na primeira temporada Eleven (Millie Bobby Brown) foi o grande destaque, nessa temos Will (Noah Schnapp), nosso sofredor da série, que não apareceu tanto na primeira temporada, mas nessa aparece e o ator dá um show em atuação. Ele consegue passar tudo o que sente de uma forma tão clara que o telespectador não consegue tirar os olhos da tela em suas cenas.

landscape-1486986380-stranger-things-mike-wheeler-2-e1506627837348

Cada criança tem seu papel muito bem colocado e distribuído na série, e temos uma nova personagem no grupo , Max, que vai fazer se apaixonar por ela e vai se encaixar tão bem no grupo que nem vai parecer que ela não esteve na primeira temporada. Dessa vez vamos mais a fundo do passado de Eleven e isso traz um grande material a ser explorado mais para frente.

Vemos que Mike (Finn Wolfhard) não esqueceu de Eleven mesmo depois de um ano e ainda tem esperanças de ver a amiga novamente. Dustin (Gaten Matarazzo) continua a mesma fofura e Lucas (Caleb McLaughlin) está todo conquistador haha.

Nosso trio Nancy (Natalia Dyer), Jonathan (Charlie Heaton) e Steve (Joe Keery) têm grande participação em toda a história, o que eu achava bem difícil e me surpreendi de forma positiva. O que falar de Winona Ryder? Essa mulher é uma fábrica de lágrimas, que interpretação. E ainda vemos seu romance com Bob, o personagem que ganhou o coração de todos hahaha.

3186939

Sabe aquela frase “Nada se cria, tudo se transforma”? As referências estão por todo lado: Caça-Fantasmas, O exterminador do Futuro, Mad Max e por aí vai. Finalmente justiça é feita por Barb e vemos diversas vezes a dor da perda da personagem na série. Além de Max,  Billy também é novo nessa temporada, mas ao contrário dela não é nada agradável.

A ambientalização, trilha sonora, figurino tem todo um cuidado. O enredo faz com que a gente sempre queira ver o próximo episódio (dessa vez temos um episódio a mais). Quando você começar a assistir não vai conseguir parar. 

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

 

 

 

Crianças protagonistas

criancas

Crianças são “serumaninhos” que tem muito a nos ensinar, até porque elas contém uma visão do mundo bem diferente da nossa, ainda contém aquela inocência perdida ao longo do tempo, uma imaginação fértil e nos fazem sentir nostalgia. É por isso que amamos livros protagonizados por crianças, são livros geralmente com uma leitura leve, simples e que surpreende muito! Pensando nisso, selecionamos alguns livros que recomendamos muito e que farão você se apaixonar pela história:

Se tiver gostado, não se esqueça de se inscrever no canal!

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

O Herói Improvável da Sala 13B (Resenha)

livro 6

Aqui está um livro que demorei muito para ler, não porque foi uma leitura ruim, de jeito nenhum, eu adorei o livro. Eu estava passando por um momento de ressaca literária e por isso não consegui me envolver com o livro logo de primeira, mas voltei a ler depois de alguns meses e foi uma leitura ótima. 

livro 1

livro 2

Nessa história conhecemos Adam, um menino de 14 anos que tem TOC. Esse é um assunto que acho bem interessante, pois é algo que eu nunca tinha lido sobre e acredito que muitas pessoas também não, é um tema que deve ser explorado para podermos compreender melhor, foi uma leitura de grande aprendizado.

Adam (Batman) está em grupo de apoio onde ele conhece Robin, ele não entende porque ele é “assim” e a partir do momento que conhece Robin decide melhorar, ajudar sua Robin e viver um romance com ela. Muitas questões são abordadas e o TOC é mostrado em níveis diferentes. A história é bem centrada no Adam, apesar de ser contada em terceira pessoa, mas sabe aquele livro que você sente que conheceu as personagens, mesmo sendo centrado em apenas uma?

livro 3

livro 4

No grupo cada pessoa é chamada pelo nome de um herói e adorei isso, pois em maior parte da história não vemos os nomes verdadeiros e sim os nomes de heróis. Além do grupo Adam tem que lidar com sua mãe que vem recebendo cartas anônimas a ameaçando, com seu irmão mais novo que também tem TOC e muitas outras questões.

Achei interessante mostrar que o TOC não tem idade, o livro mostra em diversas personagens isso, inclusive no Docinho, irmão mais novo de Adam. O final do livro é muito surpreendente, quando acabei de ler tive que digerir um pouco tudo. Diversas vezes me senti agoniada lendo o livro, pois é como se estivéssemos nos pensamentos de Adam e participamos com eles das contagens e rituais.

livro 5

Algo que reparei  é que Adam se preocupa muito com as outras pessoas, e às vezes deixa até de cuidar de si para ajudar as outras. Ele é uma personagens que vai fazendo pequenas coisas com grande significado e nos mostra que com pequenos gestos podemos ajudar o próximo de uma forma enorme.

A leitura é bem leve, a diagramação ajudou muito com isso e as páginas vão passando rapidamente. A escrita da autora é sensacional, leve, mas ao mesmo tempo rica. É um livro que recomendo muito e que tem muito a nos ensinar.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

Bloglovin

5847ea71cef1014c0b5e483a

Atualmente eu e Bárbara descobrimos uma plataforma que nos pareceu muito útil, tanto para quem escreve em um blog como forma de divulgação, como para aqueles que gostam de apenas ler os conteúdos. É uma plataforma muito simples e incrível, por isso vou tentar mostrar os pontos mais importantes nesse post e de forma fácil.

bloglovin

O que é o Bloglovin?

É basicamente um site para você ler publicações dos blogs que acompanha de forma rápida e fácil. O site possui um feed em que aparece os novos posts dos blogs que selecionar para acompanhar. Podemos comparar com o feed do facebook em que recebe as postagens de seus amigos e páginas, no entanto, lá você acaba perdendo muita coisa pela quantidade de conteúdo e pelo facebook não mostrar tudo. Já no Bloglovin ele mostra todas as novas postagens dos blogs e você não precisa ficar entrando blog por blog para conferir ou ainda correr o risco de não ver algo.

É complicado criar uma conta?

Não! É super fácil apesar do site estar todo em inglês. Infelizmente não possui domínio em português, no entanto você aprende a utilizá-lo super rápido. É possível se cadastrar por meio do facebook e por meio de um e-mail.

Lá você pode cadastrar o blog e passar sua conta para seus leitores, é mais uma forma de interagir com eles e levar o conteúdo de forma fácil. Aliás nós já estamos cadastradas, por isso corre lá e segue o blog para não perder nada. O acesso ao site pode ser feito através do aplicativo ou pelo site.

O que posso fazer e utilizar no site?

Você poderá curtir, compartilhar, comentar as postagens e marcar para ler depois. As postagens que aparecem em branco são aquelas que ainda não leu, já as que estão em cinza são as já leu.

O site permite que instale um ícone no seu google chrome, dessa forma ao entrar em um site, basta clicar nesse ícone que automaticamente ele é adicionado no seu BlogLovin para acompanhar por lá!

Outra opção que achei muito legal é o fato de poder organizar seus blogs em grupos, como por exemplo, o nosso poderia colocar como “blog literário e entretenimento”.Quem cria essas categorias é você de acordo com seus gostos.

O design é muito parecido com o Pinterest e WeHeartIt, que aliás tem post sobre eles aqui para vocês conferirem.

Agora que já sabe um pouco como funciona esse site que tal criar sua conta e seguir o blog por lá?

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijos

le assinatura certa

 

 

 

Suzy e as águas vivas

s1

Quando peguei esse livro não tinha expectativa nenhuma, nem a sinopse eu tinha lido, e foi a melhor escolha que fiz, pois fui surpreendida a cada página com sua história simples e encantadora.

Quem narra a trama é Suzy, uma garota de 12 anos que encontra-se atordoada pela perda de Franny, sua ex-melhor amiga, e pelo último momento que tiveram juntas. Após questionar sua mãe sobre a morte de Franny ela recebe a resposta de que “as vezes as coisas simplesmente acontecem”, não satisfeita ela se convence que ela foi morta por uma água viva e resolve provar isso sozinha.

s4

s5

“Talvez, em vez de nos sentirmos como um grão de poeira, possamos lembrar que todas as criaturas nesta Terra são feitas de pó de estrelas. E nós somos as únicas criaturas que sabem disso.”

Como disse, a história é contada de forma simples, isso acontece muitas vezes quando existe a perspectiva de uma criança. Suzy está tentando entender muita coisa a sua volta, é uma garota extremamente curiosa, que enfrenta aquela fase em que garotas começam a se interessar por garotos e a aparência passa a ser uma prioridade, no entanto Suzy não chegou ainda nessa fase, ela ainda usa seu cabelo armado, roupas largas e por isso não se encaixa entre os populares do colégio. Algo que admirei muita na personagem é o fato dela continuar sendo ela mesma, e não ligar para o que os outros pensavam. Você vai se apaixonar pela personagem, mas algumas vezes vai pensar “não faça isso pelo amor de Deus”, no entanto vai ver que era importante Suzy fazer algumas coisas mesmo que erradas, pois ela é uma criança e é através desses erros que ela vai aprender.

Após a perda de sua ex-melhor amiga, percebe-se que Suzy tenta lidar com o luto, mas se culpa muitas vezes por acontecimentos passados. Ela decide que o silêncio é a melhor forma de lidar com isso e foca na teoria das águas vivas como até mesmo um refúgio, por isso assuntos como depressão, superação, falta de amizades e solidão são pautas importantes da história.

s6

s7

s8

O livro é construído no presente e através de flashbacks, feito de forma que o leitor não fique confuso. Podemos conhecer Franny através das lembranças de Suzy e sobre a amizade delas, nesses flashbacks ela se dirige à ex-melhor amiga, e não ao leitor como de costume. Composto de poucas personagens, permite com que exista certo envolvimento entre estas e o  leitor.

“É interessante como não-palavras podem ser melhores do que palavras. O silêncio pode dizer mais do que o barulho, da mesma maneira que a ausência de uma pessoa pode ocupar ainda mais espaço do que sua presença ocupava.”

s3

Apesar de simples, é extremamente interessante e cativante, aprendi muitas coisas com Suzy que é inteligente e tem ânsia de saber respostas. Vi uma outra perspectiva do mundo, mais inocente e talvez até mesmo mais bonito, pois muitas vezes complicamos coisas e fazemos disso algo tão grande que perdemos momentos que ao ver de um adulto não tem importância, mas ao olhar de uma criança pode ser magnífico.

Super recomendo essa leitura, que é rápida, o livro é pequeno e vai fazer você querer indicar para todos.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijos

le assinatura certa

Wishlist 2017 #1

wish2017 novo

Primeira wishlist do ano! Essa listinha que parece ser infinita, porque sempre tem algum livro entrando para os desejados haha. Selecionamos alguns para colocar aqui, se você já leu deixe aí nos comentários o que achou e a medida que formos adquirindo os livros vamos contando aqui para vocês o que achamos.

1- O livro dos Baltimimore: Esse livro é do mesmo autor de “A verdade sobre o caso Harry Quebert” que é uma leitura que recomendamos para todo mundo! Estamos loucas para ler uma nova história do autor e temos grandes expectativas, pois se for como o primeiro que lemos será sensacional.

2-O acordo: Recentemente vi uma booktuber falando desse livro (não lembro o nome do canal, sorry) e fui pesquisar mais sobre a série que se chama Amores Improváveis, esse é o primeiro livro da série e quero muito ler. Essa capa é tão linda ❤

3- A geografia de nós dois: Nunca lemos nada da Jennifer. E. Smith, mas morremos de vontade, por isso esse livro não poderia faltar nessa lista. Tenho a impressão que será um romance leve e que vou apaixonar pelas personagens.

4-O sol também é uma estrela: Vamos parar por alguns segundos e somente apreciar essa capa que é maravilhosa! A história se passa em Nova York, amamos muito histórias que se passam nessa cidade. Natasha se apaixona por um garoto, mas está prestes a ser deportada para a Jamaica, já deu para ver que uma daquelas histórias de amores impossíveis.

5-O caderninho de desafios de Dash e Lily: David Levithan ❤ Gostei muito de Will & Will com o John Green, então tenho grandes expectativas na história dele com a Rachel Cohn. Adoro a escrita dele, sabe aquele livro para ler em um dia chuvoso e frio? Acho que temos um vencedor hahah

6- Pequenas grandes mentiras: Ainda não assistimos a série, apesar de ver várias pessoas comentando. Essa é a história que deu vida à série de tv, não sei muita coisa sobre o livro (prefiro não saber tanto antes de ler para ter a surpresa), mas quero assistir a série e ler.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijiinhos

ba asssinaturacerta

O Que A Gente Anda Lendo

feriado

Olha o vídeo novo nesse domingão! Aproveitamos esse feriado para lermos o máximo possível, por isso fizemos uma “mini maratona”. Eu fiquei bem feliz com o resultado, acabou que lemos mais do que usualmente, por isso gravamos um vídeo para mostrar quais foram os livros. Se gostar, não esqueça de se inscrever no canal!

E vocês, quais livros leram nesse feriado? Espero que tenham gostado!

Youtube // Facebook //  Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

3 Fotos: Feriado, Mini-Maratona, Séries

Feriado já é ótimo, melhor ainda quando cai numa sexta-feira para emendar no fim de semana. Tiramos três fotos para mostrar para vocês o que vamos fazer nesse feriado e já posso adiantar que envolve muita preguiça e descansar o máximo possível.

1- A nossa capacidade de flopar em maratonas é bem grande, por isso resolvemos fazer uma mini, em que tentaremos ler o máximo possível, mas sem colocar aquela pressão toda que uma maratona realmente envolve, de ficar horas sem dormir apenas lendo. Vocês podem nos acompanhar nessa maratona tanto pelo Twitter quanto pelo Instagram!

foto 2

2- Claro que não poderia faltar muita série e filme para assistir! Provavelmente veremos muitos filmes e tentaremos colocar a série Love em dia, pois já tem a segunda temporada na Netflix e estamos só enrolando. Por isso, podem esperar resenha aqui no blog dela.

foto 3

3- Esse tópico não é exatamente algo do feriado, mas tinha que colocar aqui a foto dessa botinha linda que compramos. Dá vontade de nunca tirar do pé, pois tudo que coloca com ela fica bom.

foto 1

Esse é o post de três fotos, que fazia muito tempo que não fazíamos por aqui, mas vamos tentar fazer com mais frequência. Espero que tenham gostado (:

Youtube // Facebook //  Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

Crescendo – Série Hush Hush

6

Esse é o segundo livro da série, depois de muito tempo procurando ele em um preço baixo consegui encontrar e fiquei muito feliz. A resenha de Sussurro, primeiro da série, já no blog tem um tempinho, então para conferir é só vir AQUI.

Em Crescendo temos impasses para Nora e Patch ficarem juntos, os arcanjos estão ameaçando mandar Patch para o inferno caso ele continue sua relação com Nora e aparentemente o anjo não perdeu tempo e começa a sair com Marcie Millar, inimiga de Nora no colégio. Várias questões do outro livro estão de volta: Quem matou o pai de Nora? Quais segredos Patch guarda? Há alguma forma de Nora e Patch ficarem juntos?

4

1

Nesse livro não há tanto romance, pois Nora e Patch passam a maioria da história separados, senti falta de ver cenas dos dois, pois eles são um casal que é possível ver faíscas quando estão juntos. Apesar do famoso clichê “Não podemos ficar juntos, pois você não está segura comigo” e de colocar Nora como mocinha em perigo algumas vezes, vemos também que Nora reage, não fica apenas em casa chorando e vai atrás do que acredita ou quer descobrir. Ela não fica parada esperando Patch vir salvá-la de tudo.

Vee, melhor amiga de Nora continua sendo uma personagem que trás todo o humor para a história e as cenas das duas são as melhores. Como disse na outra resenha queria muito que fosse uma personagem melhor desenvolvida pela autora. Com o foco em Nora, outras personagens ficam para trás e não as conhecemos bem, um exemplo é Scott, novo na história, não consegui me apegar a ele já que a autora peca um pouco em focar apenas na personagem principal. 

5

A história é um pouco parada, senti que pode ser uma preparação para o próximo livro, pois o livro não desenvolve como esperei. Porém tudo vale a pena quando você chega ao final, com reviravoltas e muitas descobertas, conseguiu me deixar instigada para ler o próximo livro da série. 

2

3

Gosto muito da diagramação do livro, pois a leitura fluiu de forma natural apesar da história um pouco parada e o que ajudou muito foi isso. A capa nos ajuda a visualizar Nora melhor e sempre imaginava a mulher da capa como sendo ela. Já quero ler o próximo livro e espero que não tenha uma história tão vazia quanto este.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

Melhores de Março 2017 – Vídeo

marco

Domingo é aquele dia que bate uma preguiça e dá vontade de ficar em casa sem fazer nada não é mesmo? Então vem conferir o novo vídeo no canal de melhores do mês! Essa era uma categoria do blog, quem já nos acompanha há algum tempo, sabe que todo mês tinha esse post aqui, mas resolvemos fazê-lo de um forma diferente,ou seja, em formato de vídeo. Esse mês teve muita coisa boa quando o assunto é filme, série, música e livros, por isso venham ver nossas indicações de março:

Se gostarem inscrevam-se no canal!

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

Covers – Álbum Divide (Ed Sheeran)

divide post

Não consigo parar de ouvir as faixas do Divide, novo álbum do Ed Sheeran. Não é uma música ou outra que me conquistou, são todas! Estou viciada e sofrendo por não ir no show hahaha.  A maioria de vocês já deve ter ouvido o álbum e hoje trouxe uma seleção de covers para amar ainda mais as canções .

1- Tyler Ward & Lisa Cimorelli Cover: Só fazendo esse post já ouvi umas três vezes seguidas, como cada sentimento é transmitido é algo incrível, com toda certeza é o primeiro da minha lista de covers do álbum. Algumas partes da música doram modificadas, mas nada ao extremo e que só me fez amar ainda mais essa versão.

2- Landon Austin and Tasji: Esse é um cover acústico da música Happier e que ficou sensacional com a mistura da voz dos dois.

3- Tiffany Alvord & Chester See: Os dois são tão fofos juntos e a música fica ainda mais doce.

4-Connor, The Vamps: Esse é um pouco diferente, pois é um mashup das músicas, gostei muito do resultado e acho super válido fechar esse post com esse cover.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

Os 13 Porquês – Série

os-13-porquês-poster

Desde o dia 31 de março (sexta-feira), a internet não fala de outra coisa a não ser a nova série da Netflix “Os 13 Porquês”, baseada no livro do estadunidense Jay Asher que contém o mesmo nome. Não li o livro, por isso não posso fazer uma comparação, mas pretendo fazer algum dia, não logo, pois ainda estou no processo de digerir a série, não conseguiria passar pelas cenas novamente e espero conseguir fazer com que entendam esse sentimento ao longo dessa resenha.

A história é contada pelo ponto de vista de Clay, amigo de Hannah Baker, uma jovem que suicidou. No entanto, ela gravou 13 fitas contando o que a levou ao fim, essas fitas devem ser passadas para as pessoas que de alguma forma estão envolvidas aos acontecimentos que antecederam sua morte.

Terminei a série em três dias, vou confessar que achei o primeiro episódio muito adolescente e não me prendeu tanto, resolvi dar uma chance, fui assistindo e me viciei completamente. Só queria terminar logo e descobrir tudo o que aconteceu para que Hannah fosse capaz de tirar a própria vida. Assuntos muito importantes são abordados ao longo da trama como bullyng, o poder dos meios de comunicação, amizade, abusos sexuais, ensino médio, orientação sexual, suicídio e diversos outros. Se você não assistiu pode estar pensando quanta coisa é colocado em pauta, e sim, esse é um dos pontos para que essa história seja tão intensa e importante.

clay-dylan-minette-e-hannah-katherine-langford-em-cena-de-13-reasons-why-da-netflix-1490908008702_v2_1920x1280

Essas são as duas palavras que eu definiria a série:”importante“, pois depois que assistir vai refletir sobre todos esses assuntos, vai parar para pensar quantas vezes você foi Hannah Baker? Quantas vezes você foi um “Porquê” na vida de alguém e gerou sofrimento com uma ação ou palavra? O fato é que devemos refletir como isso pode impactar na vida de uma pessoa. Diversos acontecimentos são relatados, e começa com coisas que parecem bobas, como uma lista de quem é mais bonita ou não, uma foto vazada, no entanto isso é apenas uma granada que pode explodir e machucar seriamente.

Como dito acima, a série é “intensa“, assim como Hannah Baker. Uma das personagens define Hannah como “A garota era intensa, era muito drama”, só que esse “drama” não é bobagem, é necessário atenção com as pessoas, pelo o que está passando. Imagens fortes são mostradas, tanto que em alguns episódios existe um aviso da Netflix, as cenas são muito próximas do real, um retratamento ao que acontece por aí e que podem não sair da sua cabeça tão cedo, por isso vá preparado, é melhor ter estômago.

A medida que vai assistindo percebe-se o quanto as fitas estão afetando Clay, e pode ser que fique com raiva dele não escutá-las de uma vez. Algo que percebi é que no primeiro episódio Clay machuca sua testa e essa ferida fica até o final da série, provavelmente para que separássemos o passado do presente. Eu me apaixonei por essa personagem em específico, mas como disse, em alguns momentos senti raiva dele. Essa série mostra que não existe ninguém 100% bom, todos nós temos um outro lado, todos nós somos humanos.

13-reasons-why-personagens-netflix

Você fica fissurado por descobrir o que ocorreu com Hannah e se envolve com as personagens, se coloca no lugar delas, a interpretação desses jovens atores está impecável, eu não mudaria nada no elenco escolhido. Uma trilha sonora sensacional e uma fotografia que te faz imergir ainda mais na história. A série é dinâmica, se mantém em um mesmo nível de excelência até o último episódio, o que a não deixa chata, no segundo episódio já muda sua visão de ser apenas uma série adolescente, para uma série que veio para mostrar ao mundo o que muitas vezes é ignorado.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijos

le assinatura certa

Spoiler – Bate-Papo

spoiler bate papo

Faz um tempinho que não postamos vídeos temáticos no canal, dessa vez vamos falar sobre SPOILER! Não se preocupe o vídeo não contém spoilers hahaha. Esse é um tema bem polêmico, afinal o Spoiler é algo odiado por muitas pessoas, mas há também aquelas que não se importam. Com certeza você já recebeu um spoiler, então clica no play e vem ver o vídeo. Gostou? Se inscreve no canal!

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijinhos

ba asssinaturacerta

How To Get Away With Murder

davis_a

Se você não está afim ou não pode fazer maratona de How To Get Away With Murder, é melhor nem começar, porque eu garanto, nos primeiros minutos da série você já estará vidrado e parar é quase impossível.

How To Get Away With Murder é uma série do tipo policial e que sempre tem aqueles casos para serem resolvidos no tribunal. Até aí, você pode pensar que é como qualquer uma do gênero, no entanto eu garanto que não. A história gira em torno da vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma advogada de defesa criminal. Ela é professora da Universidade de Middleton e escolhe cinco de seus melhores alunos para trabalharem em seu escritório, como um estágio.

Durante as temporadas existe um padrão, em que há um caso maior a ser resolvido e “sub-casos” durante os episódios. Na primeira temporada o caso maior é sobre o desaparecimento de uma garota chamada Laila, esse caso no entanto afeta diretamente a vida dos alunos, Annalise e seus assistentes (Frank e Bonnie). Já no início do primeiro episódio, o que não é spoiler, aparece os alunos em uma floresta com um corpo, o que faz com que o telespectador fique intrigado de imediato.

É possível perceber uma grande evolução nos alunos de Annalise (Wes Gibbins, Connor Walsh, Michaela Pratt, Laurel Castillo e Asher Millstone). Existe um esteriótipo em volta do grupo nos primeiros episódios como o que não deveria ter entrado no grupo, o gay, a negra, a latina e o idiota, mas que são quebrados ao longo que vamos conhecendo suas personalidades e vendo suas ações. Os sentimentos por essas personagens vão sofrendo alterações, uma hora você ama algum, já em outro momento se pergunta o que ele está fazendo ali.

CHARLIE WEBER, LIZA WEIL, BILLY BROWN, MATT MCGORRY, AJA NAOMI KING, VIOLA DAVIS, KATIE FINDLAY, ALFRED ENOCH, KARLA SOUZA, JACK FALAHEE

Os atores são maravilhosos, já com Viola Davis no elenco, percebe-se a qualidade. A série toda tem uma fotografia mais escura trazendo a ideia de mistério. Algo que reparo são os figurinos, os de Annalise são sempre muito sofisticados e passa a imagem de uma mulher poderosa.

A narrativa é um ponto que chamou muito minha atenção, pois esta não é linear, muitas vezes começam com o final da história, algo que aconteceu no primeiro episódio pode ser desvendado na metade da temporada ou no final e existem diversos flashbacks, ou seja, é como se os roteiristas soubessem desde o início o que ocorreria em toda a temporada e criam grandes conexões entres os episódios.

Fato é que depois da primeira temporada imaginei como fariam uma outra tão boa à altura. E posso garantir, o nível da série é altíssimo, que fará sua cabeça borbulhar com questionamentos, criará discussões entre os amantes e te prenderá até o último segundo. Depois dessa resenha eu nem precisaria falar que indico muito não é mesmo?

Além da resenha você pode conferir o vídeo que gravamos também sobre a série, e se gostar, inscreva-se no canal!

Follow my blog with Bloglovin

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

Moana – Representativide importa

csky6rmviaenstq-jpg-large

Antes de fazer esse post assisti o filme três vezes, eu estou apaixonada por ele, a história é encantadora, mas o que mais me encantou? O que o filme passa às crianças, jovens, pai e mães. Estamos construindo um mundo igualitário para homens e mulheres e Moana nos ajuda nisso. 

O filme é sobre Moana, filha do chefe de Taui, uma ilha na Polinésia.  Ela é escolhida pelo oceano e tem a missão de encontrar o semi-deus Maui e devolver o coração da deusa Te Fiti, pois seu povo está ameaçado pelo monstro de lava Te Ka. Nessa jornada terá que enfrentar vários desafios para tentar salvar seu povo. Agora que já estão situados da história,vamos a alguns pontos importantes:

802b9c65138fb26b0eb97bf2b767fad8

“Ela precisava de um herói, então foi o que ela se tornou”

Representatividade e empoderamento feminino:

Em quantas personagens da Disney você se vê? A maioria das princesas são loiras, cabelo liso,  pele branca, olhos azuis, são resgatadas por um príncipe . Nesse filme vemos uma personagem forte, com cabelos cacheados e diga-se de passagem que A ANIMAÇÃO DO CABELO FICOU SENSACIONAL!

Moana não admite ser chamada de fraca, de princesa, que os padrões caiam sobre ela,  é uma garota que vai atrás do que acredita e encara os desafios. A Disney dá um grande passo, mostra para as garotas que são fortes, independentes, lindas e que o  lugar de mulher é onde ela quiser, seja com o desejo de ser uma princesa ou não! 

Mas cadê o príncipe?

Em Moana não existe príncipe para salvá-la, afinal isso não é necessário. Em muitos filme da Disney o grande objetivo das personagens femininas é encontrar o príncipe encantado, nesse filme a Disney desconstrói essa ideia, não há interesse amoroso, Moana é completa por si só. Ela vai atrás de outros objetivos e nos mostra que o final feliz depende apenas de nós mesmas.

58658a20150000230091667a

A parte musical do filme está impecável, não me canso de ouvir a trilha sonora. Esteticamente o filme está lindo, cada personagem nos encanta (até mesmo os vilões), não posso esquecer de comentar que a Moana bebê é a coisinha mais fofa do mundo hahaha!  Moana definitivamente veio para ganhar nossos corações

Beijinhos

Twitter // Facebook // Instagram // Youtube

ba asssinaturacerta

O Menino Feito de Blocos

IMG_3358

Uma vez li em algum lugar que leitores são geralmente mais empáticos, pois em meio às histórias eles aprendem a sentir o que as personagens sentem, a tentar entender o universo delas, e “o menino feito de blocos” fez com que eu tivesse certeza sobre isso.

Logo que recebi esse livro fiquei muito curiosa pelo fato de se tratar de autismo, afinal, sempre foi um assunto que me despertou certa curiosidade. A história é sobre Alex que é pai de Sam, um garotinho autista. Alex não entende muito bem o mundo de Sam, o que desgasta seu casamento, até que ele se vê fora de casa, morando com seu melhor amigo e sem emprego. Tudo muda quando ele resolve começar a se aproximar de seu filho e com a ajuda do jogo Minicraft isso começa a se tornar possível.

IMG_3339

IMG_3341

“A vida é construída sobre as pequenas coisas”

Eu nunca tive nenhum contato com crianças ou pessoas autistas, por isso me vi em um mundo totalmente novo durante a leitura. Imagino que foi dessa forma que Alex tenha se sentido ao descobrir o porquê de seu filho não ser como as outras crianças, ele foi jogado em um mundo que não conhecia, o que provavelmente foi assustador. No entanto, para Sam deve ser mais assustador ainda, tente imaginar viver em um mundo onde suas emoções são mais afloradas, tudo é mais intenso, e qualquer coisa que saia do seu controle te deixe desesperado? Nós podemos tentar imaginar isso, mas viver na pele com certeza é dez vezes pior.

Ao ler o livro, ver a perspectiva do Alex e o comportamento de Sam, fez com que eu vivesse diversas emoções como desespero e alegria. O livro todo houve grande oscilação em meus sentimentos, pois a cada página, a cada dia passado, nunca se sabia como Sam agiria, se haveriam progressos ou retrocessos. E Alex disse isso várias vezes, pois se algo inesperado ocorresse no dia a dia de Sam, a reação dele não poderia ser prevista, o que o deixava tenso de passar até mesmo algumas horas com o filho.

IMG_3360

IMG_3362

IMG_3344

O mundo para Sam já era difícil, no entanto alguns fatos fazem com que isso o torne ainda pior, como  o fato de sofrer bullying na escola. Apesar da inocência em crianças, estas podem ser cruéis também e Sam por ser tão fechado em seu mundo sofria com isso, agravando o fato dele não gostar da escola e socializar com outras pessoas.

Através da história percebi que autistas são pessoas como nós, no entanto, com uma sensibilidade e inteligência extrema. Isso é facilmente notável quando Sam começa a jogar Minicraft, ele cria monumentos e ao passar do tempo vai ficando cada vez melhor. No jogo ele pode criar o próprio mundo, tem o controle das peças, o que o torna mais forte e confiante para viver no mundo real. Alex muitas vezes compara o mundo real com o jogo para ajudar Sam em certas situações, e em uma dessas, ele disse uma frase que me marcou muito:

“A vida é uma aventura, não um passeio. É por isso que é difícil.”

Apesar de falar muito de Alex e Sam que foram duas personagens que amei, a história contém outras importantes como Jody (mãe de Sam) e Dan (melhor amigo de Alex). As personagens são muito bem construídas, assim como o enredo e a leitura fluiu facilmente, apesar de não ter sido rápida, pois saboreei cada página e esse universo novo.

IMG_3349

IMG_3365

O livro é todo inspirado na experiência de vida do autor com seu filho, o que o torna ainda mais interessante.  Eu recomendo demais, principalmente para aqueles que assim como eu, nunca tiveram contato com pessoas autistas.

Follow my blog with Bloglovin

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

1000 Inscritos no Canal

img-post

É com muito orgulho que estou fazendo esse post, afinal, não é todo dia que se chega nos primeiros mil inscritos no canal! Só de pensar que são 1000 pessoas que gostam do que fazemos e se inscreveram no canal porque de alguma forma se identificaram dá uma grande felicidade. Quem nos acompanha desde o início sabe que bem antes de conseguirmos fazer o canal, nós criamos o blog e aos poucos tudo foi ficando no seu lugar e então pudemos ter condições para criar o canal com bastante conteúdo bacana.

Hoje, já são 69 vídeos, sendo 52 deles sobre livros, que como sabem, é o nosso foco principal. Mas além de livros também temos vídeos sobre filmes, séries, vlogs, tags e discussões. São exatamente 1.129 inscritos até o momento, 10.741 visualizações, mais de 1.300 comentários e mais de 1.800 likes.

2345925d65cf9f47ac43389d3257713f

Para muitos isso pode parecer pequeno, mas para quem criou tudo como um hobby, sem pretensão nenhuma a não ser discutir e passar um pouco sobre nosso conhecimento literário para as pessoas, é muito. É uma sensação de estar cumprindo nossos objetivos com o canal e o blog, ficamos imensamente felizes quando alguém diz que gostou de algo, fala que comprou algum livro só porque indicamos, cada demonstração de carinho é super valioso para nós, fazem nossos dias e trabalho valerem a pena.

Como eu disse acima, o blog veio antes do canal, por isso o canal foi criado como um complemento para assuntos que talvez escritos não seriam tão bem abordados como em vídeos, afinal a dinâmica e conexão com o público é bem diferente quando gravado em vídeo ou apenas escrito. Sempre que vamos falar de algo, pensamos em qual formato ficaria melhor, dessa forma atendemos nosso público da melhor maneira possível, e isso vai continuar, o canal continuará sendo apenas um complemento para o blog, mas um complemento de extrema importância. Muita gente só conhece o blog ou só conhece o canal, por isso, se você ainda não sabe da existência de algum ou acompanha apenas um, recomendo que fique ligado nas duas plataformas!

Gostaria de agradecer a cada um que tem nos acompanhado nessa jornada, eu e a Bárbara amamos a interação de vocês e poder passar um pouquinho do nosso mundo para vocês, fazemos isso com muito prazer e esperamos que isso continue por muitos e muitos anos. Ah, fiquem ligados em todas as redes sociais, sempre que tem novidades soltamos por lá!

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijosle assinatura certa

Metas para 2017 (blog, canal, pessoal…)

metas

Janeiro já está quase no fim e ainda não fizemos nossas metas para esse ano, mas há quem diga que o ano só começa depois do carnaval então não estamos tão atrasadas assim ne? Nesse post quero contar para vocês minhas metas e da Letícia para o blog, canal, e pessoais também. E acho que isso meio que leva a uma retrospectiva do ano passado, pois algumas coisas precisam ser melhoradas. Vamos lá?

Metas pessoais: 

  • Pós-graduação: uma das maiores metas para esse ano é fazer nossa pós-graduação, já nos inscrevemos no curso e começa agora em março. Depois de 6 meses fora da sala de aula está na hora de voltar e estudar ainda mais.
  • Ler mais livros: Ano passado foi um ano que lemos muito pouco, muita coisa aconteceu e isso tirou um pouco nosso foco com relação a isso. Esse ano pretendemos ler bem mais.
  • Começar novas séries: Ano passado foi um ano bom com relação a séries. Assistimos bastante e que esse ano continue assim.
  • Descobrir um novo hobby/ tentar coisas diferentes
  • Ser mais organizadas
  • Ir a um show internacional: Por favor Ed Sheeran venha em Minas Gerais amigo!
  • Doar livros: Sabe aqueles livros que ficam na estante e você sabe que não vai reler? Então, alguém pode amar aquela história. Esse ano queremos tirar um tempo para separar esses livros e doar.

Blog: 

  • Manter sempre atualizado com  posts
  • Fazer um sorteio para vocês
  • Fotografar mais e fazer muitos posts com fotos
  • Começar algum projeto aqui no blog
  • Estar presente nas redes sociais interagindo com vocês, mas tirar um tempo para nos desligarmos disso também

Canal no Youtube:

  • Não sentir como se fosse obrigação: Uma das coisas que faz um tempinho que não postamos no canal é que começamos a sentir como se aquilo tivesse se tornado uma obrigação. Por isso pensamos muito e decidimos fazer de forma que a gente veja como um hobby.
  • Produzir vídeos complementares ao blog: O nosso foco (pelo menos por agora) é o blog, por isso o canal vai ser um complemento para este.
  • Fazer edições MARAS para vocês

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

5 Motivos para assistir The OC – Um Estranho no Paraíso

3

Se tem uma série que estou completamente viciada é OC – Um Estranho No Paraíso, ao contrário de muita gente, nunca assisti ela enquanto passava no sbt anos atrás, mas quando fiquei sabendo que ela estava na Netflix fiquei com vontade de assistir, e vou confessar que bastou um episódio para que eu quisesse assistir o resto. Ainda não terminei a série, estou no final da última temporada e quando terminar, eu ou a Bárbara faremos resenha dela aqui para vocês, por isso podem aguardar! Hoje o post é sobre motivos para assistir a série, que não são poucos, mas tentei resumir em tópicos:

1- Muito romance, comédia e drama

É uma série adolescente dos anos 2000 (14 anos atrás) que vai fazer você rir e chorar na medida certa. Vai torcer pelos casais da série, mas não se engane, mesmo havendo vários clichês, casais que nem imaginava vão se formar e te deixar surpreso. As cenas de romance são de tirar o fôlego e puro amor, por ser com adolescentes presenciamos primeiros amores, primeiros relacionamentos. Muito drama acontece na vida das personagens, é um problema atrás do outro, o que faz com que a série não fique monótona e seja interessante. Além disso, a série conta com bastante comédia, em cenas de pura tensão pode ser que solte uma risada, a comédia fica principalmente por conta de Seth Cohen, que é o próximo tópico.

The O.C.

2- Seth Cohen

Com toda certeza essa é a personagem que mais se destaca na série, apesar de não ser o protagonista, e pelo visto o mais amado pelos fãs também. Seth Cohen é aquele nerd nada popular no colégio e apaixonado por Summer, uma das garotas mais populares, desde criança. Um dos pontos marcantes dele é o sacarmo e a ironia que está presente em sua fala em quase todo momento e faz a série ficar muito engraçada. Cuidado ao assistir a série, você pode correr um grave risco de se apaixonar por Seth haha.

3- Evolução das personagens e problemas sociais

As personagens da série são muito bem construídas e é possível ver uma grande evolução em cada uma delas ao passar das temporadas, vários acontecimentos que ocorrem fazem parte dessa mudança nas personagens. Além disso, a série aborda temas que na época em que ela foi ao ar não eram tão discutidos abertamente, como alcoolismo e uso de drogas, traumas, problemas familiares, bullying, inseguranças na adolescência, sexualidade, entre outros.

rehost%2f2016%2f9%2f29%2f65e65ff8-69af-4347-b954-e4452c738bb8

4- Cenário e abertura

A abertura da série é super marcante e quando menos espera já está cantando junto ” California! Here we cooooooome”. A série é ambientada praticamente na Califórnia, então pode esperar uma fotografia maravilhosa,  muito mar, areia, praticamente um paraíso, e depois de um tempo vai desejar morar por lá.

5- Muito parecido com Gossip Girl

Para quem gosta de Gossip Girl com todas certeza vai gostar de OC. Não é atoa que o produtor das duas séries é o mesmo. Apesar de muito parecido em alguns quesitos, como a história girar em torno de adolescentes ricos e festas de primeiro mundo, são também diferentes. É possível encontrar semelhanças nas personagens das duas séries e em muitos momentos vai pensar nisso, mas achei que OC é um pouco mais pesado que Gossip Girl, os acontecimentos em geral. Sou fãs das duas séries e posso afirmar que as duas valem a pena.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijos

le assinatura certa

Harry Potter e a Pedra Filosofal – Edição Ilustrada

1

Começando o ano com um tiro desse que é esse livro. Nós ganhamos da nossa amiga linda (Clarinha) e gente que livro maravilhoso. As ilustrações do Jim Kay são incríveis e nos faz imergir na história de forma impressionante. A história é a mesma do livro original, a editora Rocco acertou muito trazendo essa edição ao Brasil e nós amamos. Nesse post vamos mostrar alguns detalhes do livro, a resenha da história você encontra AQUI. Se preparem para uma chuva de fotos e muita magia hahaha.

2

3

Essa edição tem essa jacket maravilhosa, o material é ótimo e passa tanto da história em uma ilustração só. O livro tem capa dura e fica divo na estante hahaha.

4

5

6

7

9

O livro é cheio de cor e detalhes, o trabalho é bem minucioso. 

10

11

12

13

A vontade era de colocar ainda mais fotos aqui, mas esse post iria ficar enorme e iria estragar toda a surpresa (acredite não mostramos quase nada). Aos fãs de Harry Potter esse livro foi um grande presente. 

14

15

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

Achados e Perdidos

1O livro Achados e Perdidos me chamou atenção primeiramente por ser sobre uma garotinha de 7 anos, o que achei um tanto peculiar, afinal, é um livro para jovens e adultos com uma criança protagonista. Mais tarde fui perceber que não só esse fato é peculiar, mas tantos outros ao decorrer da história.

Millie Bird tem apenas 7 anos, mas apesar da pouca idade já passou por momentos difíceis, entre eles, a morte de seu pai. A garotinha é obcecada pelo assunto “morte” e  carrega um caderno onde anota tudo que já viu morrer, é o chamado “livro das coisas mortas“. Após a morte de seu pai, Millie vai com sua mãe em uma loja de departamentos à passeio e é abandonada ali. Ela então espera que sua mãe volte e em meio a isso tudo conhece Karl, o digitador, um senhor com 87 anos, e Agatha Pantha, uma senhora de 82 anos que parou de viver depois da morte de seu marido, e passou apenas a existir escondida do mundo.

2

5

“Como envelhecemos sem deixar a tristeza tomar conta de tudo?”

A história desencadeia uma reflexão no leitor a respeito de diversos assuntos, entre eles as fases da vida. Percebe-se que as personagens estão no começo e fim, Millie é uma criança e Karl e Agatha são idosos. Millie apesar da pouca idade, já sabe muito sobre o mundo e é capaz de vê-lo de forma simples, trazendo diversas lições ao leitor. Já Karl e Agatha mostram que apesar da idade avançada ainda têm muito o que fazer, encontrar amores, viver aventuras, pois não existe idade certa para isso.6

3

É possível viver através de Millie novamente a infância, ela como qualquer criança é curiosa, está naquela fase em que pergunta sobre tudo e usa sua imaginação quase que a história toda, mas algo que parei para refletir é o tamanho das cicatrizes deixadas pela morte do pai e abandono da mãe, algumas vezes senti como se ela precisasse de ajuda psicológica, pois não tinha atitudes de uma criança comum em determinadas situações. Cada personagem carrega suas perdas e dores. E é aí que o título começa a fazer sentido, ao perceber que cada personagem perdeu algo na vida, mas também encontraram outras, e isso acontece na vida real, há coisas que se vão e outras que você encontra, são achados e perdidos da vida.

4

“Ele tá morto, só isso. Ponto final. Você tá vivo e depois tá morto e é isso, acabou.”

Muitas vezes o livro toma rumos inesperados e me surpreendeu muito, no entanto achei que a leitura não fluiu tanto, demorei um pouco para terminar o livro, pois achei algumas partes cansativas. A capa do livro é linda e já trás consigo a mensagem de ser um livro com assuntos um pouco mais pesados, a serem refletidos. Apesar de não ter fluido como esperava, recomendo o livro por ser algo muito reflexivo.

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

Ruby Sparks – A namorada perfeita

fox_ruby_posterpromo_64x94_data

Sabe aquele filme que você gosta tanto que você pensa “Como não descobri esse filme antes?”. Esse filme se inicia como um filme de sessão da tarde, mas ao decorrer da trama ganha uma pegada mais pesada. 

Neste filme conhecemos Calvin, um escritor que teve seu primeiro livro lançado e foi um sucesso, apesar disso  não é completamente feliz, não consegue escrever uma nova história e se sente solitário. Até que ele tem um sonho com uma garota, Ruby Sparks, se sentindo inspirado começa a escrever sobre ela, o que ele não contava é que ela iria se tornar real. Ruby  é exatamente como a garota de seu livro em andamento, como se ela tivesse saído dele. 

zoe-kazan-e-paul-dano-em-cena-do-filme-ruby-sparks-a-namorada-perfeita-de-jonathan-dayton-e-valerie-faris-1349983267396_956x500

Quem dá vida a Ruby Sparks é a fofa Zoe Kazan que dá um show de atuação trazendo uma personagem doce, atraente e passando os sentimentos de forma clara e precisa. Para quem gosta de romance nesse filme não vai faltar, porém também trata de assuntos bem importantes como relacionamento abusivo e controlador, já que Ruby é controlada por Calvin e não percebe isso. A história mostra que não podemos tentar moldar as pessoas ao nosso esteriótipo de mulher ou homem perfeito, ele não existe e que a melhor forma de lidar com as diferenças não é e nunca pode ser tentando controlar o parceiro.

Apesar de ter outras personagens, o filme todo gira em torno dos dois protagonistas não dando espaço e tempo  para conhecermos os coadjuvantes, apesar de serem importantes em diversas cenas. O final me surpreendeu bastante, não a história em si, mas sua produção, pois as cenas são muito bem feitas, nota-se um cuidado enorme.

Dos mesmo diretores de “Pequena Miss Sunshine“, mesmo não repetindo o mesmo sucesso, foi uma boa tentativa, já que é um filme que prende quem está assistindo do início ao fim. Um filme que vou me lembrar de assistir quando estiver em casa procurando algo para fazer.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijinhos

ba asssinaturacerta

Gilmore Girls: primeira temporada

gg3

Com o lançamento da novo temporada de Gilmore Girls na Netflix a internet foi à loucura e me deixou bem curiosa a respeito. Já tinha visto algumas imagens e gifs com partes da série que me deixavam intrigada e que me identificava muito. Por isso resolvi começar a assistir, e se você, assim como eu nunca assistiu ela por completo, venha ler esse post para começar logo!

Um ponto muito importante em qualquer história, são as personagens, e em Gilmore Girls, são elas quem trazem a graça. Com características particulares, Lorelai e Rory, mãe e filha respectivamente, são o contrário do que se espera. Lorelai saiu de casa aos 16 anos grávida onde vivia uma vida de “princesa”, mas para ela estava mais para pesadelo, e criou Rory praticamente sozinha. Lorelai nunca se deu bem em nenhum relacionamento, se mete em diversas encrencas e é muito sarcástica. Já Rory é o oposto da mãe, quieta, gosta de ler e não se mete em encrencas com tanta frequência haha.

gilmore_girls_lauren_graham_alexis_bledel_still

Lorelai e Rory, tem uma relação não só de mãe e filha, mas também de amigas, elas contam tudo uma para a outra e se ajudam em tudo. A história se passa em um cidadezinha pequena, onde todos se conhecem e sabem a vida de todo mundo. Uma cidade aconchegante, que dá vontade de morar lá, de ir na Cafeteria de Luke e nos festivais que acontecem com frequência, lá tudo é motivo de comemoração.

Não é uma série com aventuras e ação, é realmente sobre a vida das mulheres Gilmore, por isso ela é bem parada, no entanto é uma delícia de assistir. Como o próprio título diz, só assisti a primeira temporada ainda, mas já foi o suficiente para que eu esteja amando, por isso super recomendo!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

 

20 Resenhas em 2 Minutos

20-resenhas

Pensa em um vídeo divertido de fazer? Esse foi dessa forma, rimos muito durante a gravação e espero que vocês se divirtam tanto quanto nós! Vimos esse desafio no canal “Elefante Literário” e resolvemos fazer também, mesmo sabendo que poderia não dar muito certo haha. Afinal, falar de 20 livros em apenas 2 minutos é difícil, muito difícil. Será que conseguimos cumprir o desafio? Aperta play pra conferir! E ah, se gostar, inscreva-se no canal.

Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

A Lista Negra

foto-1

Confesso que li esse livro já faz um tempinho, mas não conseguia encontrar as palavras certas para fazer essa resenha. Até agora essa foi a melhor leitura de 2016, um livro que eu tinha muitas expectativas e que conseguiu superá-las. Um livro que mexe muito conosco e que traz um aprendizado gigante.

Logo no início da história nos deparamos com o terror que tomou o Colégio Garvin no dia 02 de maio de 2008. Nick Level, estudante do colégio, começa a atirar em vários alunos deixando mortos e feridos, porém não eram pessoas aleatórias, todos esses nomes estavam na Lista Negra, uma lista feita por Nick e sua namorada Valerie de todas aquelas pessoas de quem não gostavam, praticavam bullying com eles. É Valerie quem vamos acompanhar durante o enredo, depois de meses ela voltará ao colégio Garvin.

foto-2

foto-3

Durante todo o livro vemos que Valerie não sabia dos planos de Nick, porém como ajudou a fazer a Lista Negra  vemos questionamentos dela mesma e de outras personagens se ela é culpada ou não. Várias pessoas a culpam por aquilo que aconteceu, até mesmo pessoas próximas e que a conheciam. Com a volta para o colégio, Valerie além de precisar enfrentar todos os estudantes, precisa enfrentar os fantasmas daquela tragédia revivendo aquilo em sua mente diversas vezes.

O livro volta ao passado várias vezes para que possamos entender tudo que aconteceu e vemos isso pelas lembranças de Valerie já que o livro é narrado em primeira pessoa. Uma coisa que gostei muito é que há trechos de notícias do jornal local sobre o atentado, o que nos permite perceber como a mídia está lidando com tudo aquilo, há depoimentos de pessoas que sofreram com o que aconteceu e o o jornal deixa claro quem considera culpado ou inocente.

foto-4

foto-5

Para lidar com todos os seus traumas, Valerie conta com a ajuda do Dr. Hietler, uma personagem que consegui ter grande afeição. Com ele, vemos desabafos de Valerie e como ela está lidando com o passado (o que aconteceu), presente (sua volta ao colégio) e o futuro (quais suas esperanças, vontades). 

Muitos assuntos pesados foram abordados com destreza, como bullying, suicídio, traumas, problemas familiares, a mídia como ditadora de culpados ou inocentes. Apesar dos assuntos serem pesados, a leitura é tranquila e tem uma fluidez ótima, os capítulos têm tamanho exato para você não conseguir parar a leitura e  o design do livro ajuda muito nisso também.

foto-6

Jennifer Brown teve um livro de estréia sensacional e que capta o leitor, com personagens e fatos muito bem construídos e amarrados. Esse livro vai te fazer refletir sobre tanta coisa e quando terminar vai pensar “Que livro sensacional”, com toda certeza é uma leitura obrigatória para todos, que deveria estar em todas as escolas e ser abordado em sala de aula.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

 

 

Vamos Pegar Livros na Biblioteca?

biblioteca

Quem gosta de ler adora estar rodeado de livros, certo? Então por que não frequentar bibliotecas? Melhor ainda, pegar livros lá? Existem muitas bibliotecas públicas espalhadas pelo Brasil, seja a biblioteca da cidade, de faculdades, escolas e em diversos lugares. É muito fácil ter acesso aos livros hoje em dia, dá até para ler na internet gratuitamente, coisa que antigamente não era tão possível, por isso quando eu era criança frequentava muito bibliotecas, adorava ter que ficar escolhendo o livro e quando chegar em casa ter o prazer em lê-lo. Foi pensando nisso, que eu e a Bárbara criamos esse novo projeto intitulado até então de “Vamos pegar livros na biblioteca?”. No vídeo explicamos direitinho o que é esse projeto e convidamos todos vocês a participarem também.

Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter 

Beijos,

le assinatura certa

Melhores de Setembro 2016

melhoresstembro

Mais um melhores no mês aqui no blog e dessa vez venho com 4 dicas para vocês! Setembro passou voando, descobrimos muita coisa legal, algumas colocamos aqui no blog e outras não, e esse espaço aqui é para que vocês não percam nada!

1- Achados e Perdidos:  esse foi o livro que escolhemos para esse mês, a recomendação é da Letícia que adorou lê-lo. Recebemos da Editora Record e logo, logo tem resenha aqui no blog.

2- The Lovely Bones: Não poderia escolher outro filme, esse definitivamente me marcou muito. É um filme que trata de um assunto pesado de uma forma bem diferente, quer entender mais o que achei de The Lovely Bones? Tem resenha aqui no blog.

3-Gilmore Girls: Essa série está conquistando o nosso coração, já queríamos assistir faz muito tempo. Essa série conta sobre o dia-a- dia das mulheres Gilmore, uma série muito amorzinho. Para quem ama livros, na série há várias dicas de leitura, já que Rory ama ler.

4-Lush Life: Essa música não sai da minha cabeça! Sabe aquela música que você ouve logo ao acordar e seu dia fica mais animado? Além disso, o clipe é maravilhoso e dá vontade de sair dançando a coreografia por aí.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

ba asssinaturacerta

Super Sorteio Para Vocês

sorteio-amiga-da-leitora

O Amiga da Leitora está fazendo 06 anos e por isso alguns blogs e canais se juntaram para uma grande festa! Com um sorteio de 05 kits e 05 ganhadores serão 18 livros sorteados, tem melhor? Estamos muito felizes por termos sido convidadas para participar e super animadas para trazer essa notícia para vocês. Para participar é só clicar AQUI e seguir as regrinhas que são super fáceis e rápidas. No vídeo explicamos direitinho e mostramos quais os kits de livros! Boa sorte ❤

 

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

ba asssinaturacerta

 

Capas Mais Bonitas

capas-mais-bonitas

Pensando sobre vídeos para gravar, percebemos que nunca tínhamos feito sobre as capas mais bonitas da nossa estante, então esse é o vídeo da semana! Nós temos uma paixão por capas bonitas e ficamos morrendo de vontade de ler aqueles livros que tem uma capa que julgamos ser atrativa, por isso, confesso que já compramos sim livros pela capa muitas vezes haha. Outro fator que amamos e que verão no vídeo é que gostamos muito de capas duras, esteticamente falando é o nosso tipo favorito. Então vem conhecer nossas capas que amamos!

YouTube // Facebook // Instagram //  Twitter 

Beijos

le assinatura certa

Instagram @twirlingpages

instaa

Mais uma super dica de Instagram para quem ama livros e fotografia. Estamos sempre procurando inspiração e quando achamos esse ficamos babando nas fotos, no quarto (que é de dar inveja de tão lindoo), nos livros, composições. Além disso o Instagram é um ótimo lugar para descobrir novos blogs e canais no Youtube e a fofa da Alexandra tem os dois e nós adoramos. Os vídeos e o blog são em inglês, mas dá para entender bem e gente é muito amorzinho ❤ Dá vontade de conhecê-la só para dizer “Miga, você arrasa!”. Gostaram da dica?

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

ba asssinaturacerta

 

 

TBR em Cacos – Maratona Literária

tbr-em-cacos

Simm, estamos participando de  mais  uma maratona literária! Dessa vez são 9 dias de maratona, do dia 23/09 e termina dia 02/10. Nesse vídeo vamos apresentar para vocês quais serão nossas leituras, esperamos conseguir ler todos e gravar vlogs mostrando como foi para vocês.

Adoramos maratonas, pois é uma forma de ficar mais próximo de vocês, conversamos nas nossas redes sociais sobre nossas leituras, por isso não esquece de nos acompanhar nelas para ficar sabendo de tudo. Quem criou a maratona foi o canal Livraria em Casa.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

 

Séries que queremos assistir

pipoca

Nós temos um sério problema em sempre querer começar uma nova série, assim começamos e quando vemos elas estão acumuladas, algumas largadas, outras em dia..mas sempre damos aquele jeitinho. Enquanto eu e Bárbara conversávamos foram surgindo algumas séries que gostaríamos de assistir, por isso separamos três que provavelmente serão as próximas. Se você já assistiu algumas dessas ou ouviu falar conta pra gente nos comentários que vamos adorar saber!

1- How To Get Away With Murder

Essa é uma série que MUITA gente comenta, apesar de parecer ser um pouco mais pesada, daquelas que toda atenção é pouca, quero assistir. Só pelo trailer já dá vontade de abrir a Netflix e conferir se é tudo isso que as pessoas comentam.

2- Mr Robot

Conheci recentemente essa série, mas já estou super curiosa a respeito dela. Parece ser aquele tipo de série inteligente, que vou soltar vários “Que foda” entre as cenas e querer logo os próximos episódios.

3- Sons Of Anarchy

Pelo trailer dá pra perceber que é uma série mais violenta, mas muita gente já me recomendou. É um tipo de série que nunca assisti, por isso sairia da minha zona do conforto e seria uma nova experiência.

Essas são as séries que selecionamos para assistirmos logo. Todas elas tem um cenário mais escuro e são bem mais sérias. Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter 

Beijos

le assinatura certa

The Lovely Bones

71hwdpxwbvs-_sl1425_

Ao mesmo tempo que quero muito falar sobre esse filme aqui, está sendo extremamente difícil fazer isso pela confusão de sentimentos que me trouxe. Quando terminei de assistir estava sentindo um misto de revolta, tristeza, felicidade, vontade de viver, confuso né? Vou tentar explicar direitinho aqui para vocês.

A história é sobre Suzie Salmon, uma menina de 14 anos, que desde o início da história sabemos que foi assassinada. Dessa forma temos a divisão do filme em duas partes bem claras, a tentativa de superação da família e solução do caso (apesar de nós espectadores sabermos desde o início o que aconteceu) e a Suzie depois de sua morte, que está entre o paraíso e a Terra, já que procura vingança pela sua morte.

zl7c_the-lovely-bones

Pelo trailer ou até mesmo pela descrição parece um filme de suspense, mas todo o enrolar da história é levado de uma forma que não deixa o filme pender de todo para este gênero. A parte visual é maravilhosa, esse “entre-mundos” é feito com muito cuidado nos detalhes, muitas vezes tive a impressão de ver um quadro pintado no meio do filme, de tão bonito, e de tão mágico que foi construído.

Algo que me chamou muito a atenção é a ligação de mais de uma cena, que é feito com efeitos visuais e sonoros. Em diversas vezes duas cenas ou mais ocorrem ao mesmo tempo, porém com uma ligação enorme, em detalhes que enriquece muito o filme. Em várias partes me peguei com lágrimas nos olhos, a forma como é contada é capaz de tocar qualquer um, mexe com quem está assistindo. Peter Jackson conseguiu fazer um filme muito diferente, que todos deveriam assistir. 

the-lovely-bones-di-1

Os atores trazem uma naturalidade incrível para cada cena, Saoirse Ronan como Suzie Salmon está impecável e transmite todos os sentimentos das cenas de forma genial. Apenas algo que me incomodou foi a aparência de idade, Suzie me pareceu ser bem mais nova que sua irmã mais nova e isso me incomodou em algumas cenas.

No fim do filme, senti revolta pela história em si, pelo o que aconteceu com Suzie Salmon. Mas ao mesmo tempo senti uma vontade enorme de viver o momento, não sabemos o que pode acontecer amanhã. Então independente da sua crença, assista esse filme, já estou até com vontade de assistir de novo hahaha.

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

Melhores de Agosto 2016

melhoresagosto2016

Sei que estou um pouco atrasada para fazer esse post, mas o mês de Agosto foi um mês de acontecimentos importantes na nossa vida, além de termos descoberto muita coisa legal. Por isso selecionamos tudo que teve de melhor para mostrarmos ou recomendarmos para vocês:

1- A Lista Negra: assim que fui fazer esse post a Bárbara pediu que eu colocasse “A lista negra” aqui, pois foi um livro que ela amou. Ainda não tem resenha no blog, mas podem aguardar que logo ela vai escrever porque gostou tanto desse livro!

2- Stranger Things: Essa série causou um rebuliço gigantesco na internet e todo mundo começou a assistí-la, o que desencadeou nossa curiosidade. Algo que marca muito na série são as crianças, a atuação maravilhosa delas, além de muitos outros aspectos. Pensando nisso, fizemos um post sobre Stranger Things aqui no blog!

3- Nova “Estante”: Como muita gente sabe, estamos passando um tempo na casa dos nossos pais, e claro que trouxemos os livros juntos.. só que não tínhamos uma estante aqui, por isso improvisamos muito que por sinal ficou muito fofa! haha

4- AnaVitória: Gente, essas meninas ganharam nosso coração completamente com suas músicas maravilhosas. Fazia tempo que não encontrava músicas tão gostosas, simples e que falam sobre sentimentos de forma tão pura. É impossível encontrar uma música delas que seja ruim haha, por isso recomendamos muito. Quem sabe não fazemos um post sobre elas? Fica aí uma ideia!

5- Formatura: Siiim! Formamos! Ufa! É uma sensação maravilhosa ter formado, mas ao mesmo tempo bate aquele medinho sabe? A vida é isso aí, começos e términos, e a gente vai seguindo em frente, pois formamos em publicidade, mas temos muita coisa para estudar e fazer nessa vida ainda!

Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

Top 5 – Filmes Chris Evans

giphy

Oláááá! É claro que não poderia faltar aqui no blog uma seleção de filmes do Chris Evans para maratonar. Além de lindo, o Chris é super talentoso e nosso eterno Capitão América, ele nos faz rir, chorar e até querer que super heróis existam de verdade. Comecei a dar atenção e assistir a seus filmes mais recentemente, apesar de já acompanhar e amar o Capitão a um tempo.

Com seus 35 anos ele vem nos encantando desde 2000 no cinema e ganhando seu tão merecido espaço nesse mercado. Não dá para colocar todos os filmes aqui no post (bem que a gente queria hahaha), por isso fizemos uma seleção, mas já adiantamos que não gostamos apenas desses que vão estar aqui.

1- Capitão América – Guerra Civil

Não poderíamos começar com outro filme! Lançado esse ano, Guerra Civil era um dos filmes mais aguardados do ano. Nós amamos o filme e fizemos a resenha aqui no blog logo que lançou. Ahhh recomendamos também os outros filmes do Capitão, incluindo Vingadores ein?

2- Before We Go 

Adoro filmes que se passam em um curto espaço de tempo, esse se passa em apenas uma noite, mas consegue nos passar vários anos das personagens através de decisões que devem tomar e diálogos. As personagens estão se conhecendo, o que nos permite conhecê-los também.

3- Qual Seu Número

Uma comédia romântica para arrancar risadas e suspiros! Sabe aquele filme para assistir no domingo com um cobertor, muita pipoca e brigadeiro? Você vai querer assistir muitas vezes, mas não se preocupe, não vai enjoar hahaha

4- O Diário de Uma Babá 

Mais um filme com Scarlett Johansson e Chris Evans juntos, é muito para o nosso coração! Apesar do Chris não ser o foco principal do filme, ele não passa batido e ganha seu espaço. Como par romântico de Scarlett não vão faltar suspiros nas cenas dos dois.

5- Heróis 

Vi esse filme faz muito tempo, mas sabe aquele que te marca? O que não falta é heróis nessa lista de filmes hahaha. Com muita ação esse filme te prende e te faz querer ter algum super poder. Se eu não me engano Heróis foi o primeiro filme que assisti do Chris.

Twitter // Facebook // Instagram // Youtube

Beijinhos

ba asssinaturacerta

TAG: Signos Literários

signos

Olááá! Quem também é o louco dos signos? Quando vimos essa tag não poderíamos deixar de gravar para o canal. Como boas librianas, não foi nada fácil escolher as respostas, mas espero que gostem hahaha. Qual o seu signo e qual personagem relacionamos com ele? Conta aí nos comentários 🙂 Se gostar do vídeo, não vai esquecer de se inscrever no canal ein?

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram

Beijinhos

ba asssinaturacerta

O Primeiro Último Beijo

6

Romance é um gênero que me atrai muito, por isso, como já tinha passado da metade do ano sem que eu lesse pelo menos um livro desse gênero, escolhi ler “O primeiro último beijo”, além disso, tinha visto vários comentários positivos sobre  e resolvi embarcar  nessa história de amor.

O livro é sobre Molly e Ryan, um casal que se conheceram muito jovens e que anos depois o destino resolveu juntá-los. Apesar de serem jovens e ambos terem vividos outros relacionamentos, eles sabiam e principalmente sentiam, que eles estavam destinados.

2

5

A passagem de tempo durante toda a história não é linear, o que em um primeiro momento pode deixar o leitor bem confuso, mas aos poucos é possível se acostumar ao ritmo dos acontecimentos, o que deixa tudo mais claro. Eu, particularmente. demorei a engrenar o ritmo, o que dificultou muito meu envolvimento com a história e personagens, deixando a leitura cansativa muitas vezes.

“Você pode me fazer um favor? Quebre uma regra hoje, enlouqueça, viva o momento. Abra seu coração. Depois, abra mais um pouco. Ame muito,, ame mais ainda. Não tenha medo de se expressar, de gritar, de ser ouvido. Diga EU TE AMO. Aposte todas as fichas. Aposte todas as fichas no amor. Por mim. Porque eu não fiz isso. E agora não posso. mais.”

Molly é uma mulher que ama fotografia, desde menina sonha em viajar o mundo, ser independente e morar em outro lugares. Já Ryan, atleta quando menino e mais tarde professor de educação física, não gostaria de sair de sua cidade natal, ele é um pouco “acomodado” e não busca por algo a mais. Pelo fatos deles se apaixonarem muito cedo, viverem juntos e casarem jovens, eles tiveram que abrir mão de muita coisa e é possível ver isso durante a leitura, pois existe um conflito de Molly pensar em seus sonhos que deixou para trás e quem reflexões sobre quem ela é.

3

4

Apesar desse conflito, é gratificante ver como eles amadurecem juntos, tem seus problemas e o casamento deles não é perfeito, assim como qualquer relacionamento na vida real. Vivenciamos através das páginas momentos maravilhosos deles juntos, mas também momentos turbulentos e de brigas.Como falado acima, eles abriram mão de muita coisa que queriam para estarem juntos, mas isso contém também um lado positivo, mais uma vez vemos o realismo de um relacionamento na história, em que é preciso abrir mão de algumas coisas para estar com quem ama, ou fazê-las com a pessoa.

“Aprendi que fazer concessões é o que une as pessoas. Ceder é partilhar e conciliar, é ser gentil, amoroso e altruísta. É abrir os braços para outra pessoa e dar um passo até o meio do caminho entre o que você quer e o que a outra pessoa deseja e sonha.”

1

Geralmente me apaixono fácil por casais de livros, mas com Molly e Ryan isso não aconteceu, consegui desenvolver apenas afeição, é como se não conseguisse sentir o relacionamento deles, apesar de ter gostado muito do casal. Esse é aquele tipo de livro em que você terá que parar várias vezes para marcar ou anotar quotes, além que aprenderá diversas lições com as personagens. Apesar de não ter sido totalmente prazerosa, é uma leitura gostosa e que recomendo aos fãs de romances.

YouTube // Twitter // Facebook // Instagram

Beijos

le assinatura certa

Valorize o Booktube + TCC

valorize

Pesquisando alguns temas de vídeo para gravar, eu e a Bárbara nos deparamos com alguns vídeos sobre a valorização do Booktube, o que nos chamou muita atenção, afinal, nosso TCC foi todo sobre esse universo e este foi um dos tópicos abordados. Por isso, resolvemos gravar também um vídeo sobre isso juntando com análises feitas para nosso trabalho de conclusão de curso. Esse vídeo funcionou como um bate-papo e reflexão e espero que gostem! Ah, não se esqueça de se inscrever no canal!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter

Beijos

le assinatura certa

 

Oníria -O reino dos sonhos

1

Imagine só poder entrar em um mundo totalmente novo enquanto você dorme? Um mundo onde os sonhos das pessoas existem, cada personagem dessa história foi criado em sonhos, um lugar onde tudo pode existir, as criaturas mais exóticas e inimagináveis estão lá, essa é Oníria.

Elliot aos seus doze anos é apresentado a um mundo que parece impossível de existir. Ele precisa encontrar o chamado Mercador de Areia, pois ele é a única esperança de salvar seu pai que encontra-se em um estado de coma. Porém para isso ele precisa ir para um mundo que apenas existe em seus sonhos.

6

5

O que me chamou bastante a atenção foi a capa do livro que remete a algo mágico, a ilustração é fascinante e quando você  vai lendo vai percebendo detalhes da história nesta. Essa foi uma leitura muito leve, um livro bem juvenil, às vezes não conseguia me prender totalmente à história, pois me sentia um pouco fora do público que o autor quis atingir. A escrita, descrição e acontecimentos da história nos deixa claro ser um livro para um público muito jovem. 

Quanto às personagens, Katsia foi uma das que mais me chamaram a atenção, foi bem desenvolvida e muitas vezes rouba o lugar de protagonista. Elliot cumpre seu papel na história, mas não me envolveu tanto quanto eu gostaria. Farjo trás todo o humor para a história e me arrancou boas risadas, temos então o famoso trio de ouro.

2

4

Esse é um livro que ressalta muito o poder da imaginação, o quanto ela é necessária. A importância das amizades também está muito presente, acho que esse é um livro que por trás da história nos traz grandes lições que devemos aprender desde pequenos. A leitura não foi uma das melhores desse ano, porém também não foi ruim e atende perfeitamente às expectativas de seu público. O final não me chamou tanto a atenção, por isso não sei se continuarei a ler os próximos livros, porém foi uma experiência no mínimo interessante. 

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

Stranger Things

strangerthings

Sim, nós precisamos falar dessa série! Provavelmente não é a primeira vez que você está vendo algo sobre Stranger Things, afinal em todas as redes sociais o que não falta é comentários sobre a série. Lançada dia 15 de julho é um grande sucesso e está dando o que falar na internet.

A série se passa em 1983 e está envolta do desaparecimento do pequeno Will, que desencadeia uma busca desenfreada para encontrá-lo. Seus amigos, família, polícia local e uma garotinha bem peculiar se envolvem na investigação para encontrar o menino, porém como o próprio nome já diz, coisas estranhas começam a acontecer naquela pequena cidade. 

starnger-things-kids

Antes de ver a série achei que fosse ser bem aterrorizante, não gosto de histórias  de terror, por isso fiquei com o pé atrás. Porém é uma série para até mesmo aqueles que têm medo desse tipo de história, conseguiram fazer um suspense leve, mas com conteúdo e que pudesse abranger um público grande. Ter crianças como protagonistas me chamou muito a atenção e que sensacional a atuação delas, quando a série termina dá aquela vontade de ver aquelas crianças em ação novamente.

Muitas referências dos anos 80 estão presentes, você é imergido em uma nostalgia enorme com a fotografia, trilha sonora que por sinal eu amei. Uma das maiores referências é E.T- O Extraterrestre, em várias partes é possível perceber isso. E ainda temos  Winona Ryder vivendo a mãe de Will que vai deixar você agoniado às vezes por ver um desespero tão grande em suas ações e expressões.

5436270.jpg-r_x_600-f_jpg-q_x-xxyxx

Uma coisa que gosto muito em séries e filmes é quando trazem parte da história por meio das lembranças das personagens, é o que fazem com Eleven, a garotinha que nos deixa a série toda pensando “WHAAAAT?” e trouxe algo a mais para série e todo o desenrolar da história. A abertura da série porém deixou um pouco a desejar, acabei vendo isso em outros blogs também, sempre espero muito das aberturas de séries da Netflix e essa foi uma que não me surpreendeu.

Com apenas oito episódios é aquela série que vai te prender do início ao fim e quando terminar vai querer a próxima temporada. E aí, que tal maratonar?

Twitter // Facebook // Youtube // Instagram 

Beijinhos

ba asssinaturacerta

 

 

Book Haul do Poder (Junho e Julho)

bookhaul do poder

O Book Haul dessa vez é o do poder pelo simples fato de que temos muitos livros para mostrar para vocês, ficamos até com medo de ficar muito longo o vídeo, mas conseguimos ser o mais breve possível. Nesse vídeo tem livros que compramos, ganhamos e recebemos de editoras durante o mês de Junho e Julho…são livros que estamos apaixonadas e queremos ler o mais rápido possível. Por isso, vem conferir e se gostar inscreva-se no canal.

Espero que tenham gostado!

YouTube // Facebook // Instagram // Twitter 

Beijos

le assinatura certa